Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Posts Tagged ‘Gestão de Projetos’

A Lacuna entre planejamento e execução

Posted by Marcelão em julho 2, 2018


PessoALL,

uma das maiores questões no campo da gestão, na minha opinião, está na dificuldade cada vez maior em conseguir realizar o que está previsto no planejamento estratégico das empresas. Nesse sentido, entendo que devemos cada vez mais diminuir a discussão em cima de planejamento estratégico e passar a discutir e debater mais sobre gestão estratégica, que envolveria não só o planejamento, mas também a execução estratégica.

Nesse sentido, uma das grandes iniciativas que surgiram foi a criação da Brightline que é uma coalizão de organizações globais líderes dos setores empresarial, governamental e sem fins lucrativos, incluindo o Boston Consulting Group (BCG), o Project Management Institute (PMI) e a Agile Alliance. Conheci a Brightline através do colega da area de gestão de projetos Ricardo Viana Vargas que é uma das grandes e maiores referências nessa área.

A missão da Brightline é fornecer uma plataforma de conhecimento e networking que forneça insights e soluções para superar com sucesso a lacuna entre o desenvolvimento da estratégia e a implementação da estratégia.

Nesse sentido, uma das iniciativas que a Brightline realizou foi a publicação de uma série de vídeos no Youtube que apresenta um guia de princípios para ajudar os lideres a resolver a questão do GAP entre o planejamento e a execução estratégica.

Esses vídeos foram desenvolvidos em parceria com a TED, organização sem fins lucrativos dedicada ao lema “Ideias que merecem ser compartilhadas”, já conhecida aqui pelos leitores desse blog.

Segue abaixo o vídeo do primeiro principio que trata de reconhecer que a entrega da estratégia é tão importante quanto o desenvolvimento da estratégia.

Para conhecer os princípios já publicados e acompanhar novas publicações, assine o canal em https://www.youtube.com/playlist?list=PLZoCxV45n5rO5e1VBCxRn8iMEo63ojlzs

Um abraço.

Keep the Faith.

Anúncios

Posted in Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de Projetos, liderança, Planejamento Estratégico, Uncategorized | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

Alemanha: o “Fracasso” do Planejamento

Posted by Marcelão em junho 28, 2018


child-pretending-to-be-soccer-player-success-winner-concept-68678128

PessoALL,

depois do resultado do jogo da Alemanha contra a Coréia do Sul na Copa da Rússia, muitas pessoas começaram a questionar todos os elogios que foram feitas a seleção alemã quando da realização da copa do mundo de 2014 no Brasil, copa essa que a Alemanha venceu.

Na época da copa de 2014, veio a tona várias informações sobre como foi o planejamento da seleção alemã para a Copa como, por exemplo, a escolha pela Bahia como local-sede para inicio da preparação, a construção do centro de preparação, até mesmo a utilização de Big Data para levantamento e analise de dados sobre possíveis adversários.

Veio a copa da Rússia e a seleção alemã é eliminada logo na primeira fase e todos os elogios feitos ao planejamento feito em 2014 estão sendo questionados por uma  boa parte do público. Continue lendo »

Posted in Gestão 2.0, Gestão de Projetos, Uncategorized | Etiquetado: , , , , | 1 Comment »

Expo 2012: Inovar é Inverter e Experimentar

Posted by Marcelão em novembro 19, 2012


Pessoal,

todas as mudanças proporcionadas e potencializadas com ao advento da Internet fará com que haja uma verdadeira revolução nos métodos empregados pelas empresas se desejarem sobreviver no século XXI através da inovação. O que observo através dos meus estudos, por meio de leituras diversificadas, é que haverá uma verdadeira inversão desses métodos e dos modelos mentais.

A primeira inversão que visualizo foi apresentada pelo palestrante Roger Martin, pioneiro do Design Thinking e um dos professores mais influentes da atualidade, que tratou da inversão de importância entre o pensamento analítico e o pensamento intuitivo. O palestrante salientou que a introdução do pensamento analítico nas faculdades de administração norte-americanas foi fundamental para a evolução das empresas: “A revolução da metodologia científica dentro das escolas de negócios foi um passo muito importante. O pensamento analítico nos dá respostas confiáveis, consistentes e replicáveis.”

Martin, porém, garante que o pensamento analítico não pode oferecer todas as respostas. “Ele existe para produzir confiabilidade. Isso só é possível se observarmos dados do passado. O pensamento intuitivo, por sua vez, caminha em direção à validade, o que seria possível alcançar obter a partir de repostas que serão dadas no futuro.”

Recorrer unicamente ao pensamento analítico é um erro muito comum dentro das empresas, explicou o professor. “As empresas tendem a buscar melhor desempenho por meio da repetição de antigas estratégias, tentando aprimorar a execução das ações. Isso pode até ser eficiente num primeiro momento, mas não é nada inovador. É agir como o tenista que bate cada vez mais forte na bola, em vez de tentar um lance diferente para superar o adversário.” Continue lendo »

Posted in Gestão 2.0, Gestão de Projetos, Inovação | Etiquetado: , , , , , , , , | 1 Comment »

4 dicas para promover mudança nas empresas

Posted by Marcelão em maio 21, 2012


Pessoal,

promover mudanças nas empresas trata-se de um desafio em tanto que aumenta conforme o tamanho da empresa e quão forte está fundamentada a cultura da empresa. No entanto, mudar é preciso.

Já passei por alguns processos de mudança como implantação de escritório de projetos e inicio de implementação de governança corporativa de TI e posso dizer, por experiência própria, que é um processo complexo demais e que necessita do envolvimento de vários atores, principalmente a alta direção da empresa.

Atualmente, estou lendo o livro “Design de Negócios” de autoria do professor Roger Martin, uma das maiores referências mundiais quando se fala em Design Thinking. No livro, o professor relata a mudança conduzida pelo presidente da Procter & Gamble, A. G. Lafley, cujo objetivo era implantar a cultura de design nos processos da empresa.

No livro são apresentados 4 dicas para condução de mudanças nas empresas, que relaciono abaixo com alguns comentários:

Defina as expectativas com clareza desde cedo e obtenha o aval do seu chefe -> A primeira coisa a se fazer é firmar um contrato com seu chefe especificando o que você poderia ou não fazer e o que teria que aprender para implementar a proposta. O mais importante é definir por onde começar e, no caso da Procter & Gamble – e eu concordo, foi começar pelas áreas onde já havia um interesse pelo Design Thinking e não pelas áreas em que a necessidade era maior, pois não seria uma boa estratégia começar por uma área onde as pessoas não querem o Design Thinking. Outra boa prática é definir prazos com antecedência. No caso da Procter & Gamble, a referência foi a Philips que se transformou de uma indústria manufatureira em uma organização de design centrado no consumidor em um projeto que  levou 10 anos. Isso foi importante para mostrar que nada iria acontecer da noite para o dia; Continue lendo »

Posted in Gestão de Projetos, Inovação, liderança, Nova Economia | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

Aprendizado com Excelência

Posted by Marcelão em março 8, 2012


Pessoal,

como afirmei no post anterior, o Brasil é um país que já deu certo. Citei vários campos onde estamos crescendo e somos reconhecidos pela excelência, mas tem um outro campo em que também temos papel de destaque que é a área de gerenciamento de projetos. Nessa área, não tem como não falar do maior expoente brasileiro nessa área que é o consultor e empreendedor Ricardo Vargas.

Ricardo Vargas é o único não americano a ter feito parte do Board mundial do PMI Headquarter. Além disso, teve recentemente reconhecido seu treinamento PMDome como a melhor solução mundial em treinamento em gerenciamento de projetos pelo PMI Headquarter. Trata-se de um treinamento de gerenciamento de projetos na prática e ajuda as pessoas a utilizar o gerenciamento de projetos de forma mais efetiva na sua empresa e na sua vida.

Abaixo segue vídeo mostrando como esse treinamento com aprendizado na prática se realiza:

Além do PMDome, o site do Ricardo é referência em termos de compartilhamento de conteúdo sobre gerenciamento de projetos. Todas as suas palestras são disponibilizadas para downloads e vários artigos seus são também disponibilizados de forma gratuita. Além disso, você tem a sua disposição vários podcasts realizados pelo próprio Ricardo Vargas.

Não deixe de acessar seu site www.ricardo-vargas.com Eu recomendo e assino embaixo.

Um abraço.

“I believe in change”

Twitter: @blogdomarcelao

Posted in Empreendedorismo, Gestão de Projetos, Inovação | Etiquetado: , , , , | 1 Comment »

Minha Entrevista sobre Redes Sociais nos Projetos

Posted by Marcelão em maio 30, 2011


Pessoal,

segue abaixo vídeo contendo uma entrevista que concedi ao pessoal da organização do 8o Congresso de Profissionais de Gerenciamento de Projetos organizados pelo PMI-RJ. Nesse evento, eu palestrei sobre a utilização de Redes Sociais no gerenciamento de projetos.

Esse ano estarei presente palestrante também no 9o Congresso discursando sobre a importância do Design Thinking como ferramenta de criatividade e de percepção real da necessidade do cliente no gerenciamento de projetos.

Um abraço.

“Maybe I’m a dreamer, but i still believe”

Twitter: @blogdomarcelao

Posted in Colaboração, Gestão 2.0, Gestão de Projetos, Gestão do Conhecimento, Inovação | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

15 dicas para gerentes de projetos

Posted by Marcelão em fevereiro 9, 2011


Pessoal,

recebi a dica do site “Blog CMMi”(www.blogcmmi.com.br) através do colega gerente de projeto Rafael Ramos(@rsouzaramos). Nele eu encontrei uma lista de 15 lembrentes excelentes que devem estar presentes no cotidiano de qualquer gerente de projetos.

Listo-os abaixo com meus comentários:

– Você não consegue produzir um bebê em um mês usando nove mulheres: Conhecia essa como “1 mulher faz um filho em 9 meses, mas 9 mulheres não fazem um filho em um mês”. Isso significa que acrescentar recursos ou pessoas aos projetos não significará redução do prazo na mesma proporção em que se acrescentam esses recursos. Essa é clássica, mas fica cada vez mais evidente sua verdade se pensarmos que estamos em um economia muito mais de serviços do que de produtos;

– O mesmo trabalho será estimado de forma diferente por 10 analistas ou terá diferentes estimativas quando estimado por um mesmo analista em 10 diferentes vezes: Seres humanos não são máquinas, cada um tem seu ritmo de produção e, principalmente, seu ritmo de aprendizado em relação a qualquer tarefa. Além do mais, cada estimativa dependerá muito da compreensão que a pessoa tiver do real problema proposto e também do nível de detalhamento que será apresentado; Continue lendo »

Posted in Gestão de Projetos, liderança | Etiquetado: , , , , | 4 Comments »

Minha entrevista para o portal HSM

Posted by Marcelão em novembro 13, 2010


Pessoal,

nos últimos dias participei do maior evento sobre gestão empresarial da América Latina, quiça do mundo, que é a Expomanagement organizado pelo grupo HSM. Essa é a minha segunda participação, sendo que a primeira foi no ano passado – época da crise, e o evento estava completamente lotado, pois, segundo me passaram, mais de 26 mil pessoas passaram pelo Transamérica Expocenter nos três dias do evento.

Durante o evento, fui entrevistado pelo portal HSM sobre a minha visão em relação aos modelos de gestão existentes nas empresas atualmente. Segue abaixo o vídeo:

Aproveito para agradecer ao Daniel Damelio, responsável pelo portal da HSM, pela oportunidade de conceder essa entrevista e poder compartilhar minhas idéias.

Um abraço.

“Keep the Faith”

twitter: @blogdomarcelao

Posted in Colaboração, Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de pessoas, Gestão de Projetos, Inovação, liderança, Nova Economia, Planejamento Estratégico | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , | 2 Comments »

Compartilhando Palestras

Posted by Marcelão em novembro 2, 2010


Pessoal,

nos últimos dias eu participei de três eventos em que apresentei palestras sobre tendências de TI, planejamento estratégico e a importâncias das redes sociais na gestão de projetos. Como prometi, seguem abaixo os slides das três palestras que realizei:

Um abraço.

“Keep The Faith”

twitter: @blogdomarcelao

Posted in Colaboração, Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de pessoas, Gestão de Projetos, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança, Palestras realizadas, Planejamento Estratégico, tendências da tecnologia da informação | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , | 4 Comments »

Gestão não é matemática

Posted by Marcelão em junho 15, 2010


Pessoal,

a matemática tem várias regras como a ordem dos fatores não altera o produto, para aumentar é preciso somar, … Muitas dessas regras da matemática não podemos aplicar a gestão, pelo contrário, elas vão contra a matemática em muitos aspectos.

Na questão inovação, sabemos que quanto mais perspectivas reunimos,  maior a probabilidade de gerarmos inovação, ou seja, a partir da soma das diferenças existentes entre as pessoas é que é possível construir um clima ideal para a inovação. Somar diferenças é a chave para muitas inovações apresentadas pelas empresas.

Hoje eu estava comentando com uma colega que uma jornada de 6 horas seria muito mais produtiva do que uma jornada de 8 horas com intervalo de duas horas. Por várias razões como a diminuição da necessidade de deslocamento do trabalho para casa, de casa para o trabalho, maior tempo para dedicar a qualidade de vida e, com isso, termos oportunidades de observarmos e refletirmos melhor sobre o que está acontecendo ao nosso redor. Fora o bem sistêmico que faríamos ao meio-ambiente. Diminuir a jornada de 6 horas aumentaria a produtividade e os ganhos sistêmicos.

Outro exemplo foi a palestra que assisti do presidente da Chemtech, Daniel Moczydlower, empresa do setor de Óleo e Gás, que apresentou o case de sucesso da empresa na implantação de projetos, sendo ganhadora de vários prêmios de melhor empresa para se trabalhar. Daniel tem orgulho de dizer que, apesar de ser uma empresa de engenheiros, a valorização dos talentos está acima de tudo. Na Chemtech, o retorno ao acionista é o terceiro valor da empresa, acima disso estão a qualidade de suas entregas e a entrega de seus projetos no prazo. Daniel disse que a empresa, quando iniciou, procurou contratar pessoas talentosas para depois implantar processos. Continue lendo »

Posted in Gestão 2.0, Gestão de pessoas, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: