Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Posts Tagged ‘aprendizado’

Liderança Criativa: 4 Regras de John Maeda

Posted by Marcelão em novembro 9, 2018


PessoALL,

gosto muito dos estudos publicados pelo John Maeda pela razão que ele é um designer e tenta aplicar esse conceito junto com o conceito de liderança.

Em seu site sobre liderança criativa, ele publicou 4 regras que ele adota como premissas de vida, os quais compartilho abaixo com meus comentários:

1 – Não fale mal dos outros: Eu sei que é muito difícil, principalmente para nós latino americanos, e que isso é da natureza humana derrubar a outra parte quando eles não estão assistindo como um instinto natural de sobrevivência. John Maeda afirma nessa regra que ele admira as pessoas que nunca sentem que precisam falar mal dos outros para parecerem boas;

2 – Evite Comportamento agressivo passivo: É a velha máxima do conceito de inteligência emocional: “Qualquer um pode zangar-se, isso é fácil. Mas zangar-se com a pessoa certa, na medida certa, na hora certa, pelo motivo certo e da maneira certa, não é fácil”. As emoções são contagiosas. Nessa medida, ser honesto e respeitoso é uma boa maneira de transmitir uma mensagem difícil, ao mesmo tempo que não ser franco com o que você quer dizer pode ser prejudicial. Equilíbrio e empatia são essenciais nessa regra; Continue lendo »

Anúncios

Posted in Colaboração, criatividade, Frases Marcantes, Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de pessoas, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança, Uncategorized | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

MiniMáxima da Semana

Posted by Marcelão em outubro 29, 2018


“A sorte favorece a mente conectada” Steven Johnson

Posted in criatividade, Gestão de mudanças, Gestão do Conhecimento, Inovação, Uncategorized | Etiquetado: , , , , , , , | Leave a Comment »

O Verbo é Aprender

Posted by Marcelão em julho 27, 2018


PessoALL,

Duas capacidades que entendo que devemos desenvolver o máximo possível nessa mudança de época e de transformação digital:

– Capacidade de pensar no impossível;

– Capacidade aprender, reaprender e desaprender.

Sobre a primeira, pensar no impossível é entender que isso é uma questão de tempo e que a tecnologia sempre permitirá vencer essa barreira.

Sobre a segunda, o artigo da HBR, link abaixo, reforça a importância dessa capacidade.

Informação todos nós temos acesso, o que diferencia é como transformamos essa informação em conhecimento, mais do que isso, em conhecimento útil e prático.

Continue lendo »

Posted in Colaboração, criatividade, Gestão de pessoas, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança, Nova Economia, Uncategorized | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

Aprendendo a Aprender

Posted by Marcelão em julho 18, 2018


PessoALL,

é de conhecimento da grande maioria dos profissionais que vivemos uma época em que a única certeza é a mudança constante. Eu diria até que é mais que isso, não é uma época de mudança, mas sim uma mudança de época, e acrescentaria que é uma mudança veloz de época.

Nesse sentido, os profissionais que quiserem manter-se alinhados e conectados com essa mudança veloz de época precisam a desenvolver a habilidade de aprender, mais do que isso, precisam aprender a aprender e a desaprender.

Baseado nesse conceito, a Harvard Business Review publicou um artigo muito interessante sobre como criar uma cultura de aprendizagem nas equipes. São quatro recomendações baseadas em ciência para ajudar os líderes das empresas na criação dessa cultura com seus times. Vamos a elas com meus comentários:

Recompense o aprendizado contínuo – É impossível desencadear mudanças deliberadas na cultura de sua equipe ou organização, a menos que você realmente implemente sistemas formais de recompensa para atraí-los – e mesmo assim não há garantia de que você conseguirá mudanças a menos que as recompensas sejam efetivas. Infelizmente, mesmo quando os gerentes entendem a importância de aprender – pelo menos em teoria – eles estão mais interessados ​​em impulsionar resultados e desempenho de curto prazo, que podem ser inimigos da aprendizagem.  Da mesma forma, é difícil para os funcionários encontrar tempo e espaço necessários para aprender quando são solicitados a maximizar os resultados, a eficiência e a produtividade. Note que a curiosidade recompensadora não é apenas elogiar e promover aqueles que demonstram um esforço para aprender e desenvolver; é também sobre a criação de um clima que estimula o pensamento crítico, no qual a autoridade e o discurso desafiadores são encorajados, mesmo que isso signifique criar discórdia. Isso é particularmente importante se você quiser que sua equipe produza algo inovador, pois o pensamento critico e o conflito são faíscas da inovação. Vale aqui citar a boa prática do Google, que estimula seus funcionários a dedicar 20% do seu tempo para projetos pessoais. Ao estimular esse tipo de atitude, o Google consegue gerar respostas novas para perguntas velhas ou perguntas novas que ainda não foram feitas. Lembrando que resposta é manutenção e pergunta é inovação; Continue lendo »

Posted in Colaboração, criatividade, Empreendedorismo, Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de pessoas, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança, Uncategorized | Etiquetado: , , , , , , , , , | Leave a Comment »

3 Práticas de uma Empresa que Aprende

Posted by Marcelão em julho 11, 2012


Pessoal,

como disse o pensador Alvin Tofler: “Os analfabetos do século XXI não serão aqueles que não saberão ler ou escrever. Serão que aqueles que não conseguirão aprender, desaprender e reaprender.”

Em um mundo em constante mudança, buscar o aprendizado constante torna-se uma estratégia vital para qualquer empresa que deseje continuar competitiva no mercado atual. No entanto, a maneira que nós aprendemos em ambientes corporativos não mudou em décadas. Nós ainda assistimos a sessões de treinamento de fim de semana, lemos manuais de vendas, e assistimos palestras gravadas.

Nesse sentido, encontrei esse artigo no site www.mashable.com apresentado por Craig Malloy, CEO da Blomfire, que apresenta 3 práticas que auxiliam a tornar a sua empresa em uma organização que aprende constantemente. Relaciono-as abaixo com meus comentários:

Conhecimento no momento e na quantidade exata em que você precisa -> Hoje as empresas empurram uma quantidade enorme de informação nas suas equipes e espera que elas saibam lidar com essa verdadeira avalhanche de informação, além de esperar que eles a recuperem no momento em que precisarem. Agora pense em um sistema de aprendizado que utilizasse o modelo mental de busca do Google. As empresas poderiam possuir algo equivalente. Se você disponibiliza uma estrutura como essa, você fornece aos seus funcionários um corpo permantente de conteúdo / Conhecimento na forma de vídeos e documentos, juntamente com um meio simples de conexão entre os funcionários permitindo a troca de conhecimentos no momento exato em que você precisa;

Todo mundo tem algo valioso para contribuir -> Como sempre digo, mesmo um relógio parado está certo pelo menos duas vezes por dias. Todo mundo tem algo a contribuir. O conhecimento existente nas equipes é o ativo mais valioso de sua empresa, principalmente o conhecimento latente armazenado na experiência e interação entre os seus companheiros e colegas de trabalho. É importante abrir o processo de aprendizagem criando estruturas que facilitem o livre fluxo de infomações entre seus colaboradores, até porque as lições dos pares são frequentemente as mais importantes e as mais fáceis de serem aprendidas. Mas se você quiser tirar vantagem dessa abordagem, é preciso incorporá-la como valor no cerne da cultura da sua empresa;

Nenhum de nós é tão inteligente quanto todos nós -> Um trabalhado gasta em média nove horas por semana em busca de informações. Isso é muito tempo perdido. Deveríamos passar menos tempo procurando respostas, mais tempo colocando-as em prática e refletindo sobre seus resultados. Você precisa ter uma idéia do fluxo de trabalho entre os setores para que você possa facilitar esse processo. Na minha experiência como consultor, já vi vários casos de relacionamento dificeis entre dois setores em que bastava apenas uma conversa onde fosse esclarecido o que cada um espera do outro como entrega para poder dar continuidade ao seu trabalho com qualidade;

Por trás da maioria dos problemas das organizações do século XXI está relacionado a um problema de aprendizado. As 3 práticas acima citadas podem fazer toda a diferença através da prática de compartilhamento de conhecimentos. Isso levará sua empresa de um estágio estático e obsoleto para um estágio dinâmico e próspero.

Afinal de contas, qualquer empresa que deseje prosperar deve aprender ou morrer.

Um abraço.

“I Believe in change”

Twitter: @blogdomarcelao

Posted in Colaboração, Gestão 2.0, Gestão do Conhecimento, Nova Economia | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

Aprendizado com Excelência

Posted by Marcelão em março 8, 2012


Pessoal,

como afirmei no post anterior, o Brasil é um país que já deu certo. Citei vários campos onde estamos crescendo e somos reconhecidos pela excelência, mas tem um outro campo em que também temos papel de destaque que é a área de gerenciamento de projetos. Nessa área, não tem como não falar do maior expoente brasileiro nessa área que é o consultor e empreendedor Ricardo Vargas.

Ricardo Vargas é o único não americano a ter feito parte do Board mundial do PMI Headquarter. Além disso, teve recentemente reconhecido seu treinamento PMDome como a melhor solução mundial em treinamento em gerenciamento de projetos pelo PMI Headquarter. Trata-se de um treinamento de gerenciamento de projetos na prática e ajuda as pessoas a utilizar o gerenciamento de projetos de forma mais efetiva na sua empresa e na sua vida.

Abaixo segue vídeo mostrando como esse treinamento com aprendizado na prática se realiza:

Além do PMDome, o site do Ricardo é referência em termos de compartilhamento de conteúdo sobre gerenciamento de projetos. Todas as suas palestras são disponibilizadas para downloads e vários artigos seus são também disponibilizados de forma gratuita. Além disso, você tem a sua disposição vários podcasts realizados pelo próprio Ricardo Vargas.

Não deixe de acessar seu site www.ricardo-vargas.com Eu recomendo e assino embaixo.

Um abraço.

“I believe in change”

Twitter: @blogdomarcelao

Posted in Empreendedorismo, Gestão de Projetos, Inovação | Etiquetado: , , , , | 1 Comment »

Trabalho colaborativo sobre Planejamento Estratégico

Posted by Marcelão em maio 17, 2010


Pessoal,

na última semana, ministrei dois cursos sobre planejamento estratégico para gerentes da Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil. No domingo (dia 09/05) pedi as pessoas que me seguem no twitter que sugerissem palavras associadas a planejamento estratégico que não poderiam deixar de ser relacionadas e referenciadas no conteúdo do curso. Recebi várias contribuições e aproveito aqui para agradecer a todos pela ajuda.

Comecei o curso pedindo a todos que se apresentassem e declarassem que palavra eles associariam ao planejamento estratégico para que eu pudesse escreve-las no flip-chart e servir como medidor do crescimento da turma ao longo do curso, pois esse exercício se repetiria mais vezes ao longo do curso. Foi aí que tive um insight de montar um exercício final em que eles teriam que montar um texto que sobre o que aprenderam sobre planejamento estratégico utilizando as palavras que eles mesmos haviam sugerido e utilizando as técnicas e ferramentas apresentadas durante o curso, sendo que eles tinham quatro horas para se organizar e elaborar o texto e, é claro, havia uma recompensa caso eles realizassem a tarefa com qualidade a fim de ser publicada no meu blog.

O inicio do exercício começou um pouco devagar, mas logo alguns líderes do grupo apareceram e começaram a organizar o trabalho aplicando as ferramentas apresentadas no curso. Uma das ferramentas mais utilizadas pelos alunos foram os textos que extrai do livro “As 5 perguntas essenciais” que apresenta as 5 perguntas essenciais que toda organização deve estar sempre respondendo em busca da auto-avaliação, sejam elas na área de negócios, sem fins lucrativos ou do setor público. São perguntadas apresentadas pelo pai da administração moderna, Peter Drucker(veja resumo do livro aqui).

Essa ferramenta de auto-avaliação é um método para avaliar o que você está fazendo, por quê você está fazendo e o que precisa fazer para melhorar o desempenho de uma organização. A ferramenta utiliza 5 perguntas essenciais : Qual é a nossa missão? Quem é o nosso cliente? O que o cliente valoriza? Quais são os nossos resultados? e Qual é o nosso plano?

Utilizando essa ferramenta, os alunos definiram as bases de um planejamento estratégico para realizar a tarefa final do curso da seguinte forma : Continue lendo »

Posted in Colaboração, Gestão 2.0, Inovação, Planejamento Estratégico | Etiquetado: , , , , , , , , | 5 Comments »

Sustentabilidade = Visão de Longo Prazo + Aprendizado

Posted by Marcelão em abril 14, 2010


Pessoal,

uma das palestras que mais gostei no último Fórum Mundial de gestão e liderança, organizado pela HSM nos dias 06 e 07 de abril, foi a apresentação do professor Mario Sérgio Cortella. Sou um pouco suspeito para falar sobre as aulas do professor Cortella, afinal de contas essa era a apenas a quinta palestra dele que eu assisti, mas é sempre uma grande oportunidade poder compartilhar dos ensinamentos do professor Cortella.

Uma das características que gosto mais nas palestras do professor Cortella é o fato de que ele procura nos levar a reflexão compartilhando seu conhecimento como filósofo do verdadeiro significado das coisas. No caso da palestra do Fórum, ele refletiu sobre o significado do tempo em diferentes culturas.Quando se trata de países de ética não-judaica-cristã, como as potências China e Índia, a maioria da população é reencarcionista, ao contrário da ética ocidental que possui crença em uma só vida. Para os indianos, a vida não é só esta e, a próxima, dependerá desta.

Para ilustrar esse tipo de pensamento, o professor Cortella citou a ação da China em investir na compra de alguns dos pianos mais sofisticados e desejados do mundo com o objetivo de em 2100 ter os melhores pianistas do mundo. Quero compartilhar com vocês dois conceitos que extraio desses ensinamentos do professor Cortella. O primeiro é que uma visão de longo prazo traz resultados mais sustentáveis e prolongados do que ações de curto prazo. Apenas para exemplificar, e trazendo para a nossa realidade, eu estava escutando a Radio CBN no último domingo (11.04) e o assunto eram as olimpíadas no Brasil em 2016 em um debate com a participação do técnico José Roberto Guimarães da seleção brasileira feminina de vôlei. Continue lendo »

Posted in Colaboração, liderança, Nova Economia | Etiquetado: , , , , , , , | 1 Comment »

Mudar = Aprender = Ter humildade

Posted by Marcelão em setembro 30, 2009


Blog do Marcelão

↑ Grab this Headline Animator

Pessoal,

tem uma frase de Albert Einstein que diz “Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.” Todos nós temos nossos préconceitos e muitas vezes são esses préconceitos que nos guiam nas nossas decisões e nas nossas escolhas. A verdade é que não vemos o mundo como ele é, mas sim como nós somos.

O grande problema não é ter préconceitos, o grande problema, na minha opinião, é não saber reconhece-los e corrigi-los. Se você não procura identifica-los, você nunca estará livre deles. Somente após esse processo de reconhecimento é que poderemos mudar nossa visão de mundo e crescermos. É preciso muita humildade para reconhece-los e corrigi-los.

Humildade que é tão importante nos dias de hoje da era do conhecimento. Humildade para reconhecer que você não é dono de toda a verdade, mas sim de parte dela e, mesmo assim, a verdade de hoje que pode não valer amanhã.

No meu mestrado, tive aula com o professor Tomás e ele disse durante uma de suas excelentes aulas que mudar é sinônimo de aprender e vice-versa. Ocorre que para aprender ou mudar é preciso ter humildade para reconhecermos onde estamos errados, fato esse muito dificil de você realizar em um mundo em que as pessoas continuam nos enxergando como máquinas e que o erro deve ser punido, ao invés de ser utilizado como instrumento pedagógico.

Hoje, no fórum mundial de negociação organizado pela HSM, o consultor Paul Schoemaker apresentou um conto sobre uma conversa de uma pessoa iniciante nos negócios com um empreendedor de sucesso : Continue lendo »

Posted in Empreendedorismo, liderança | Etiquetado: , , , , | 14 Comments »

Livro : O sucesso está no equilíbrio

Posted by Marcelão em janeiro 19, 2009


Blog do Marcelão

↑ Grab this Headline Animator

 

Pessoal,

                 esse livro é de autoria é do Sr. Robert Wong, a quem tive o prazer de conhecer no final do ano de 2008 durante um evento. Muitos livros nós podemos definir com uma palavra, mas esse nós podemos resumir em único número : o número 3.

                   O número 3 para apresentar trilogias. Trilogias que apresentam a trilha para alcançar o sucesso através do equilíbrio, apresentadas por uma pessoa TRI-Cultural, pois Robert tem a sua formação constituída por três culturas, a chinesa, a anglo-saxônica e a brasileira, o que permite uma combinação, à brasileira, da sabedoria oriental e o pragmatismo ocidental para compartilhar com seus leitores a sabedoria que acumulou sob a influência dessas três culturas.

                     Robert apresenta onze trilogias, que são :

Continue lendo »

Posted in Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de pessoas, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 16 Comments »

 
%d blogueiros gostam disto: