Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Archive for the ‘Planejamento Estratégico’ Category

Vídeo: 4 pilares para Transformação Organizacional

Posted by Marcelão em novembro 7, 2018


Pessoal,

compartilho abaixo um vídeo produzido pelo canal do Youtube “Strategy And Business” que apresenta de forma lúdica sobre 4 pilares que as empresas devem adotar para conduzir com sucesso uma transformação organizacional que são:

  • Identidade Estratégica;
  • Transparência;
  • Escalabilidade;
  • Constância de Propósitos;

Continue lendo »

Anúncios

Posted in Colaboração, criatividade, Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de pessoas, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança, Planejamento Estratégico, Uncategorized | Etiquetado: , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Pensamento Biológico

Posted by Marcelão em outubro 31, 2018


double-exposure-boy-city-student-using-digital-tablet-skyline-background-young-skyscraper-view-modern-new-technology-50353908

PessoALL,

em vários dos posts desse blog eu abordo a questão que tanto nós como pessoas como as empresas precisam procurar desenvolver sistemas e modelos de pensamento que possam enfrentar os desafios de um mundo em constante mudança.

Nesse sentido, Martin Reeves, Consultor da Boston Consulting Groups, realizou alguns estudos no campo da biologia para entender como princípios da natureza conseguem manter sistemas inteiros vivos por longo períodos de tempo com uma pergunta em mente: “O que torna esses sistemas duradouros e resilientes?”

Baseado nisso, e fazendo uma analogia bastante criativa com o sistema imunológico humano, ele identificou 6 princípios presentes nesses sistemas:

Redundância: É aquela velha história: Quem tem um, não tem nenhum. Importante que as empresas analisem sua cadeia produtiva e de valor e identifique pontos onde há a dependência de um único agente produtivo como, por exemplo, um fornecedor. No plano pessoal, na sua carreira é sempre bom ter um plano B ou ficar atento a oportunidades que possam aparecer. Ele citou o caso da Toyota, cujo fornecedor de válvulas para sistemas de frenagem teve sua fábrica atingida por um incêndio, mas em 5 dias a Toyota retomou a produção de carros porque gerenciava de forma colaborativa sua rede de fornecedores e conseguiu rapidamente retomar a produção;

Diversidade: Esse princípio já abordei em vários posts aqui. O mundo e os problemas são complexos demais para serem analisados por uma única perspectiva. Por ser complexo, traz consigo variáveis de diversos tipos e que exigem um olhar com uma variedade maior de campos de conhecimento. Somente a diversidade de abordagens diferentes pode lidar com qualquer coisa que a evolução e a mudança constante tenha gerado. Como sempre escrevo, o antídoto para a complexidade é a diversidade;

Modularidade: É como se constrói uma plataforma para receber componentes diferentes. Basta olhar para o iPhone. Mais do que um produto inovador, ele é na verdade uma plataforma para conexão de outros produtos. Trata-se de como facilitar a colaboração em diversos níveis;

Adaptabilidade: Como disse Darwin: “Não são as espécies mais fortes que sobrevivem, nem as mais inteligentes, e sim as mais suscetíveis a mudança”. Adaptabilidade é o nome do jogo da sobrevivência; Continue lendo »

Posted in Colaboração, criatividade, Empreendedorismo, Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de pessoas, Gestão do Conhecimento, Inovação, Nova Economia, Planejamento Estratégico, tendências da tecnologia da informação, Uncategorized | Etiquetado: , , , , , , , , , | Leave a Comment »

MiniMáxima da Semana

Posted by Marcelão em julho 23, 2018


"Não há nenhum problema em formular uma estratégia, o problema é fazê-la funcionar” Igor Ansoff – Professor e Consultor Norte-Americano nascido na Rússia conhecido como o “Pai da Estratégia”

Posted in Gestão de mudanças, Gestão de Projetos, liderança, Planejamento Estratégico, Uncategorized | Etiquetado: , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Reflexão: MiniMáxima da Semana

Posted by Marcelão em julho 3, 2018


"Nesse mundo novo, não é o peixe grande que come o peixe pequeno. É o peixe rápido que come o peixe lento" Klaus Schwab – Presidente e Fundador do Fórum Econômico Mundial

Posted in criatividade, Empreendedorismo, Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Inovação, liderança, Planejamento Estratégico, Uncategorized | Etiquetado: , , , , | 1 Comment »

A Lacuna entre planejamento e execução

Posted by Marcelão em julho 2, 2018


PessoALL,

uma das maiores questões no campo da gestão, na minha opinião, está na dificuldade cada vez maior em conseguir realizar o que está previsto no planejamento estratégico das empresas. Nesse sentido, entendo que devemos cada vez mais diminuir a discussão em cima de planejamento estratégico e passar a discutir e debater mais sobre gestão estratégica, que envolveria não só o planejamento, mas também a execução estratégica.

Nesse sentido, uma das grandes iniciativas que surgiram foi a criação da Brightline que é uma coalizão de organizações globais líderes dos setores empresarial, governamental e sem fins lucrativos, incluindo o Boston Consulting Group (BCG), o Project Management Institute (PMI) e a Agile Alliance. Conheci a Brightline através do colega da area de gestão de projetos Ricardo Viana Vargas que é uma das grandes e maiores referências nessa área.

A missão da Brightline é fornecer uma plataforma de conhecimento e networking que forneça insights e soluções para superar com sucesso a lacuna entre o desenvolvimento da estratégia e a implementação da estratégia.

Nesse sentido, uma das iniciativas que a Brightline realizou foi a publicação de uma série de vídeos no Youtube que apresenta um guia de princípios para ajudar os lideres a resolver a questão do GAP entre o planejamento e a execução estratégica.

Esses vídeos foram desenvolvidos em parceria com a TED, organização sem fins lucrativos dedicada ao lema “Ideias que merecem ser compartilhadas”, já conhecida aqui pelos leitores desse blog.

Segue abaixo o vídeo do primeiro principio que trata de reconhecer que a entrega da estratégia é tão importante quanto o desenvolvimento da estratégia.

Para conhecer os princípios já publicados e acompanhar novas publicações, assine o canal em https://www.youtube.com/playlist?list=PLZoCxV45n5rO5e1VBCxRn8iMEo63ojlzs

Um abraço.

Keep the Faith.

Posted in Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de Projetos, liderança, Planejamento Estratégico, Uncategorized | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

6 Hábitos de Pensadores Estratégicos

Posted by Marcelão em abril 15, 2012


Pessoal,

o cotidiano de um gerente é cheio de tentações que o atraem para lidar apenas com micro-atividades ou de curto-prazo porque sempre parece ser mais urgente e concreto. No entanto, tal atitude pode acarretar vários riscos a perenidade de sua empresa, pois o mundo muda em uma velocidade que é muito dificil acompanhar, principalmente em uma economia onde é o consumidor que possui maior poder de negociação e, diante disso, as empresas precisam acompanhar a velocidade na mudança das necessidades de sua principal razão de existir que são seus clientes.

Diante de tal realidade, cresce cada vez mais a importância de desenvolvermos habilidades relacionadas a pensar estrategicamente nossas empresas. Nesse sentido, inspirado em um artigo do professor Paul Schoemaker que li recentemente, apresento seis habilidades que, na minha opinião, os lideres devem desenvolver se quiserem pensar estrategicamente suas empresas:

– Antecipe: Vale a máxima “É melhor previnir do que remediar”. Pensar apenas no cotidiano pode leva-lo a não enxergar movimentações de seus concorrentes o que deixa sua empresa vulnerável para perda de mercado. Nesse sentido, é preciso acompanhar a mudança nas necessidades de seus clientes e como eles utilizam os produtos. Procure olhar de forma conceitual para as necessidades de seus clientes, pois, como diria Peter Drucker, o que seu cliente precisa não é de uma furadeira, mas sim de um furo na parede;

– Pense criticamente: O chamado senso-comum é na maioria das vezes baseado no olhar que as pessoas tem sobre o passado, naquilo que deu certo até agora. Pensar criticamente ajuda você olhar com mais carinho para dados que são desprezados pela grande maioria e faz com que você comece a enxergar problemas ou soluções futuras ainda na fase de concepção, possibilitando que você se antecipe e se prepare melhor para a mudança que está por vir. Procure desafiar crenças e mentalidades atuais, inclusive as suas e, principalmente, não se deixe manipular por PRÉ-CONCEITOS;

– Interprete: Sempre há uma tentação pela solução rápida. Muitas pessoas sentem-se angustiadas porque tem a percepção de que nossas vidas estão muito corridas. Mas precisamos desesperadamente, afastarmos um pouco para refletir com calma sobre nossas próprias experiências. Afinal de contas, ninguém entende o significado de suas experiências sem reflexão. Explore diversas opções, dê meia volta e tente outra quando a primeira não funcionar;

– Decida: Não se deixe paralizar pela análise. Vivemos em um mundo cada vez mais complexo e, devido a essa alta complexidade, existem muitas variáveis a serem consideradas em qualquer processo. Portanto, é impossível termos todas as informações disponíveis para tomar a decisão 100% perfeita. Isso aumenta mais ainda a chance de erro nas nossas decisões, mas isso não pode ser justificativa para tornar o processo decisório vagaroso e retardar a ação. Uma coisa é certa, nenhuma decisão considerará todas as variáveis e nenhuma decisão conseguirá agradar a todos, mas a ausência de decisão e ação é meio caminho andado para o fracasso de um projeto ou de uma empresa;

– Alinhe: Consenso total é utopia. Também não se deixe levar pela maioria, afinal de contas, como disse em post anterior, se a maioria tivesse razão sempre, nenhuma eleição poderia ser contestada. Isso não significa que você não deva promover o diálogo aberto, mas sim que você deve procurar entender os motivos de cada pessoa que participa do processo do debate de ideias, entender seus vieses e procurar agir de forma integrar os diversos pontos de vistas apresentados;

– APRENDA: A mais importante de todas as habilidades. Entenda que o sucesso e, principalmente, o fracasso são fontes abundantes de aprendizado. Utilize o erro como instrumento pedagógico e não como instrumento de punição. Não se trata de tentar para errar e depois aprender, mas sim de tentar e, se errar, aprender com o erro.  Não existe inovação sem assumir riscos e assumir riscos é saber que erros podem acontecer, a diferença está em como aprendemos com nossos erros. Nesse sentido, o papel do líder é de criar ambiente propício para que as pessoas sintam-se confiantes para arriscar e orientar os membros da equipe a aprender com os erros cometidos.

Pensar estrategicamente é como se enxergássemos nossas empresas como uma tapeçaria tecida a partir dos fios da reflexão, análise, visão de mundo, colaboração e proatividade, todos unidos pelo fio da integridade social. Afinal de contas, empresas são abstrações. O que vale, de verdade, são as pessoas dentro delas. Empresas são redes interativas, não hierarquias verticais. Empresas são redes sociais tecidas e integradas pelos fios do conhecimento.

Um abraço.

“I Believe in change”

Twitter: @blogdomarcelao

Posted in Gestão de mudanças, liderança, Planejamento Estratégico | Etiquetado: , , , , , | Leave a Comment »

A estratégia “Avante Vingadores”

Posted by Marcelão em dezembro 22, 2011


Pessoal,

nos quadrinhos, os Vingadores são considerados o grupo de “Super-Heróis mais poderosos da Terra” e sempre que eles entram em alguma batalha contra algum super-vilão ou uma equipe de super-vilões, eles bradam o seu grito de guerra: “Avante Vingadores”

Nesse post eu quero abordar não os quadrinhos mas sim o filme dos Vingadores que estréia em maio de 2012.

A analogia com a estratégia é o caminho que a Marvel construiu para lançar o filme dos Vingadores. O filme dos Vingadores é um dos mais esperados para 2012 e a pergunta que faço é: Se ele fosse lançado antes dos filmes do Homem de Ferro, Thor e Capitão América, ele teria toda essa expectativa?

O que eu entendo por estratégia, principalmente execução da estratégia, é que você deve identificar que ações você deve tomar hoje para construir o seu amanhã. Foi exatamente isso que a Marvel fez com seu grupo de heróis preferidos de seus fãs, pois antes de começar a produzir o filme dos Vingadores, ela foi construindo a trama nos filmes dos heróis que compõem o grupo. Vejamos abaixo essas sementes que foram plantadas:

– A cena abaixo é a primeira semente plantada. É onde Nick Fury encontra Tony Stark e o informa que ele não é o único “ser especial” no planeta e fala da “Iniciativa Vingadores”:

Continue lendo »

Posted in Planejamento Estratégico | Etiquetado: , , , | 1 Comment »

HSM – Mosaico de Tendências – Minhas previsões

Posted by Marcelão em fevereiro 5, 2011


Pessoal,

está disponível uma iniciativa muito legal no portal da HSM que é o mosaico de tendências. O Mosaico está disponível no endereço http://www.hsm.com.br/mosaico/index.html#/pt_BR/home/

Lá você pode fazer suas previsões nos campos da Gestão e Negócios, Sustentabilidade, Web e Mobilidade, Brasil, Marketing e liderança. Se você não tem previsões a fazer, você também pode participar opinando sobre a qualidade das previsões feitas por outras pessoas.

Eu mesmo já fez duas previsões lá. A primeira, que está disponível em http://bit.ly/hkC3sO , é sobre o futuro da gestão das organizações. Na minha opinião, empresas grandes trazem uma complexidade muito grande para serem administradas e o custo de gestão de toda essa complexidade está cada vez mais elevado e insustentável e a consequência disso é a falta de mobilidade e flexibilidade das empresas para acompanhar as mudanças cada vez mais frequentes proporcionadas pela evolução cada vez mais rápida da tecnologia e, o que considero pior, o grande distanciamento da alta administração das grandes empresas daqueles que são a razão de ser de qualquer empresa que são seus clientes. Continue lendo »

Posted in Colaboração, Empreendedorismo, Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança, Planejamento Estratégico, tendências da tecnologia da informação | Etiquetado: , , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Ano Novo, Atitude Nova

Posted by Marcelão em janeiro 4, 2011


Pessoal,

2010 já ficou para trás e 2011 está começando. Sempre que ocorre a virada de ano, as pessoas começam a planejar o que vão fazer de diferente no ano que se inicia. Muito importante nessa hora é você possuir um planejamento estratégico pessoal para saber definir que resultados diferentes você quer alcançar no ano que se inicia. Planejamento estratégico, na minha opinião, envolve 3 coisas: auto-conhecimento, mudança e atitude.

Auto-conhecimento porque você precisa se conhecer primeiro para reconhecer os seus pontos falhos e pontos fortes para combinar oportunidades de melhoria dos seus pontos fracos e oportunidades de crescimento com seus pontos fortes. Auto-conhecimento é importante para que você tenha cada vez mais auto-confiança, afinal de contas, não se deve confiar em quem não conhecemos.

Auto-conhecimento é importante para reconhecer vícios que você carrega a algum tempo e pensamentos/principios que já não valem mais. Eu, por exemplo, sempre estou começando regimes, mas nunca obtenho resultados diferentes. Começo, emagreço, engordo novamente e o ciclo está sempre se reiniciando. Dessa vez eu resolvi que deveria fazer totalmente diferente de outras vezes. A primeira coisa que fiz foi identificar o que deu certo no passado e enumerei todas elas como, por exemplo, mastigar mais vezes os alimentos, além de escovar os dentes usar também Plax para maior limpeza da boca, comer cinco refeições ao longo do dia, … Não introduzi todas essas práticas porque resolvi faze-las aos poucos para que se tornem atos realizados incoscientemente, de forma natural, e isso exige foco.

A mudança é importante para rever velhos hábitos e quando falamos em mudança é preciso lembrar que mudança é sinônimo de aprendizado. Para mudar, você precisa aprender, aprendendo você estará mudando. Mudar é um processo doloroso, pois envolve muitas vezes desaprender algo para aprender algo novo, pois, como já escrevi em outros posts, nosso cérebro, para nos preservar de ficarmos loucos com todas as informações existentes no mundo, acaba por criar certos padrões de comportamento que são automaticamente disparados quando entram em contato com determinadas situações. Mudar esses padrões é um processo doloroso, exige muita persistência e um questionamento constante. Continue lendo »

Posted in Empreendedorismo, Gestão de mudanças, Planejamento Estratégico | Etiquetado: , , , , , , | 4 Comments »

5a Jornada de Tecnologia e Gestão do Banco do Brasil – Parte Final

Posted by Marcelão em dezembro 19, 2010


Pessoal,

seguindo a programação, hoje publico a parte final do resumo das palestras do evento organizado pela Diretoria de Tecnologia do Banco do Brasil durante a semana de 22 a 26 de novembro que foi a “Jornada de Tecnologia e Gestão – Conectando as pessoas através do diálogo”.

Hoje teremos o resumo das palestras “Gestão e Inovação – Ontem, Hoje e Sempre” e “A Magia da Gestão”.

Palestra “Gestão e Inovação – Ontem, Hoje e Sempre”

O último dia da Jornada foi dedicado mais especificamente à gestão. O professor e diretor comercial do Grupo HSM, Sandro Magaldi, abriu o dia com a palestra “Gestão e Inovação – Ontem, Hoje e Sempre”. Ele explicou que, devido à velocidade das coisas, normalmente não temos tempo para análises e planejamentos complexos. Priorizamos, então, as atividades mais urgentes. Apesar da importância de ações focadas no curto prazo, ele destacou a necessidade de incrementar a capacidade de processamento no médio e no longo prazo.

Atualmente a necessidade de fugir da comoditização faz com que as organizações orientem seus esforços, de forma incondicional, rumo à diferenciação. E são as idéias a matéria prima básica dessa diferenciação.

Aliado ao imperativo da competitividade, temos uma sociedade que se caracteriza pela ascensão do conhecimento. É fato inconteste que o principal ativo de uma corporação é seu capital intelectual acumulado, representado pela inteligência de seus colaboradores. Ter acesso a cérebros que fazem diferença contribuindo ativamente e criando valor para a organização é mais importante do que ter acesso a máquinas e bens imobilizados. Temos aí a base da chamada Sociedade do Conhecimento. Continue lendo »

Posted in Colaboração, Empreendedorismo, Gestão 2.0, Gestão de pessoas, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança, Planejamento Estratégico | Etiquetado: , , , , , , , , , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: