Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

A verdade está lá fora

Posted by marcelao em agosto 7, 2012


Pessoal,

o título do post é frase bastante conhecida pelos fãs da série “Arquivo-X”, mas ela poderia também ser um mantra para as empresas que desejam manter-se competitivas no século atual.

Isso se deve ao fato que, com o crescimento das redes sociais, a relação de forças no jogo econômico mudou. Hoje são os consumidores que detém o maior poder na economia, pois as midias sociais possibilitaram que as pessoas articulem-se em prol de objetivos comuns que antes não eram possíveis.

historicamente muitos mercados eram protegidos por fortes barreiras de entrada, como a Inércia dos Consumidores (relutância ou preguiça para mudar), Restrições de Capital (financiamentos caros e inacessíveis), Economias de escala (métodos de produção que favoreciam grandes quantidades) e Tecnologias proprietárias (marcas e patentes).

Tais restrições foram caindo paulatinamente com a crescente desregulamentação e afrouxamento de leis, bem como evoluções tecnológicas disruptivas.

No passado, a colaboração era de pequena escala, pois uma quantidade excessiva de pessoas era excluída da circulação de conhecimento, poder e capital, e portanto, participava das margens da economia. Ela ficava restrita em pequenos territórios como comunidades, locais de trabalho e acontecia apenas entre amigos, parentes e sócios nesses locais. Com o advento da Internet e da WEB 2.0 tudo mudou, pois torna o acesso dessas pessoas a apenas um click no mouse o que coloca todas essas pessoas para participarem da inovação e da criação de riqueza em cada setor da economia.

A velocidade da mudança hoje é exponencial e só há um jeito de acompanha-la: É acompanhando a velocidade de mudança dos seus clientes. Nesse sentido recorro a duas referências para mim no acompanhamento e monitoramento das forças por trás das mudanças atuais na economia: Tom Peters e Silvio Meira.

Em 2010 participei do Forum HSM de Estratégia onde palestraram Tom Peters e Silvio Meira. Tom Peters abriu o fórum e afirmou logo de cara: “98% de uma empresa são as pessoas” e complementou dizendo que colocar os clientes em primeiro lugar é coloca-los em segundo lugar, pois em primeiro lugar estavam seus funcionários. Silvio Meira fechou o Fórum resgatando o postulado dos 98% de Tom Peters e complementou: “Tom Peters está correto ao dizer que 98% de uma empresa são as pessoas, mas gostaria de complementar que 98% das pessoas estão fora das empresas”.

Tal postulado torna-se ainda mais importante, e critico, quando tratamos de empresas grandes em que o poder decisório de lançamento de produtos e formulação de estratégias está extremamente concentrado no alto escalão, alto escalão esse que está cada vez mais afastado do contato com os consumidores.

Por essas razões é que a abordagem do Design thinking vem ganhando força nas empresas, pois ela é uma abordagem baseada na empatia, colaboração e experimentação. O design thinking incentiva a observação do mundo sob o ponto de vista dos outros, empregando-se a empatia. Incentiva também a criatividade pessoal e coletiva, a experimentação intelectual e prática e a colaboração interdisciplinar nos processos dos negócios. Em problemas cada vez mais complexos, com variáveis que mudam ao longo do tempo, somente com a soma de diversos conhecimentos compartilhados temos oportunidade de encontrar soluções mais sustentáveis, inovadoras e sedutoras.

Tudo isso só é possível se você se aproximar de seus consumidores e buscar utilizar todo o potencial de inteligência coletiva existentes nas multidões. Somente dessa forma é que as empresas manteram-se competitivas no atual século e conseguirão enxergar a verdade que está lá fora.

Um abraço.

“I believe in change”

Twitter: @blogdomarcelao

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: