Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Prestando Contas

Posted by marcelao em julho 13, 2011


Aos leitores regulares desse blog,

vocês devem ter notado que estou ausente desse espaço por muito tempo. A razão para essa ausência é que há momentos na nossa vida em que realizamos ações que tem a intenção de ajudar as pessoas e contribuir para melhoria de algo ou para construção em colaboração de algo melhor.

Ocorre que existe um aspecto sobre a qual não temos controle que é a forma como algumas pessoas interpretam as ações que você realiza. Resumindo, não temos controle sobre como outras pessoas desenvolvem sua percepção sobre suas intenções e elas podem estar corretas ou erradas, mas, no fundo, são somente percepções e elas dependem do ponto de vista de cada um. Nesse sentido, lembro-me muito bem de uma frase do professor Mario Sergio Cortella: “Um ponto de vista é a vista a partir de um ponto”

O problema dessas percepções é que quando elas se transformam em estereótipos. Estereótipo é a imagem preconcebida de determinada pessoa, coisa ou situação. São usados principalmente para definir e limitar pessoas ou grupo de pessoas na sociedade, sendo um grande motivador de pré-conceito e discriminação.

 Isso se torna pior quando um estereótipo evolue e se transforma em um estigma. Estigma é uma forte desaprovação de características ou crenças pessoais que vão contra normas culturais. Estigmas sociais freqüentemente levam à marginalização.

Quem acompanha esse espaço há algum tempo, sabe que os textos aqui abordados tem como núcleo principal a mudança dos modelos de gestão buscando uma maior aproximação do que é ser-humano. E como todos já devem estar carecas de saber, mudança vai de encontro a certas normas culturais, normas essas defendidas por uma grande maioria, pois a mudança dessas normas pode significar perda de espaço e poder. Mal sabe essa maioria que essa é mudança, dos modelos de gestão, é inevitável, é apenas uma questão de tempo e do motivador dessa mudança, se vai ser necessário dor, motivada por uma crise que pode levar a empresa para o grande cemitério das CNPJs, ou se ela será por livre e espontânea vontade motivada pelo reconhecimento de que é preciso mudar.

Nesse sentido, muitas vezes, a defesa de alguns princípios, como os defendidos por esse blog, acabam por se sobressair e a aparecer mais do que outras atividades que você também realiza. E, por mais que você execute cada vez mais as outras atividades, sempre irão analisa-lo sob o prisma do estigma que foi criado e mudar esse estigma é algo quase impossível.

Nesse sentido, decidi dar uma pausa nesse blog, um até breve, que não deve demorar mais do que no máximo um ou dois meses. Essa pausa faz-se necessária devido aos aspectos acima citados, mas que eu também encaro como uma oportunidade para fazer novas leituras, adicionar novos conhecimentos e com isso reciclar um pouco o pensamento e a visão que eu tenho do nosso mundo.

Ressalto, trata-se apenas de uma pausa. Tenho um compromisso com esse espaço que é uma questão de princípios, pois trata-se de algo que faço com muita paixão e prazer.

Até BREVE.

Um abraço.

“Keep the Faith”

“Maybe I’m a dreamer, but i still believe”

7 Respostas to “Prestando Contas”

  1. Roberto said

    Oi Marcelão…bom descanso cara. Todos merecemos. Grande Abraço.

  2. ericoak said

    Bom descanso carinha… Que volte com muitos conhecimentos para compartilhar. Compartilho com você a angústia pela resistência às mudanças no estilo de gestão. Realmente é um puta choque cultural que muitos não querem por motivos óbvios… Como vc sempre assina: I’m keeping the faith🙂

  3. Marcelão, te dou todo apoio! Tem horas na vida que a gente precisa dar um break para ver as coisas do “lado de fora”. Paciência, fé e perseverança!

  4. Laurieli said

    Marcelão, sentirei falta dos seus post…
    Mas desejo um bom descanço.
    Um abraço.
    Até mais

  5. Thais said

    Olá Marcelão,

    Como sempre seus textos vem muita coerência e faz todo o sentido o que você escreve.
    É cansativo “lutar contra maré”, eu diria que é muito desgastante.
    Você começa um novo dia disposto a fazer algo diferente, novo, que venha contribuir para uma melhora, mas o meio que você está inserido não está disposto a isso, é como dar uma braçada para frente e ser puxada duas vezes para trás.
    Bom descanso para você!

    Até breve,

  6. Thais said

    Olá Marcelão,

    Como sempre seus textos vem com muita coerência e faz todo o sentido o que você escreve.
    É cansativo “lutar contra maré”, eu diria que é muito desgastante.
    Você começa um novo dia disposto a fazer algo diferente, novo, que venha contribuir para uma melhora, mas o meio que você está inserido não está disposto a isso, é como dar uma braçada para frente e ser puxada duas vezes para trás.
    Bom descanso para você!

    Até breve,

  7. leocadio said

    olá, p4z & b3m!

    tenho acompanhado as suas pílulas via twitter.

    curta esse sabático!

    LLAP

    []s livres,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: