Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

10 Superpoderes do Twitter

Posted by marcelao em dezembro 5, 2010


Pessoal,

há algum tempo que acompanho que o site da 3M sobre inovaçã0(www.3minovacao.com.br) e sempre encontro lá excelentes posts sobre inovação. Entre os vários posts de excelência existentes lá, destaco o post em que eles comentam sobre os superpoderes do Twitter.

Nesse post, a 3M decidiu reunir alguns dos casos em que o Twitter ganhou maior dimensão na vida fora da tela do computador para entender essa mágica.

Leia a lista abaixo com alguns comentários que acrescentei:

1. Prever tendências

Se você não sabe que livro ler ou tem dúvidas sobre o show que vai assistir no fim de semana, o Twitter pode ser um jeito de se inspirar e saber o que a maioria das pessoas recomenda. A banda de rock jovem brasileira Restart, por exemplo, se mantém com frequência entre os temas mais comentados do microblog. Pode não ser o seu estilo, mas você pode ficar por dentro do que a molecada mais escuta. O Twitter é um ótimo indicador do que faz ou não sucesso com o público adolescente ou com a geração um pouco mais velha.

Eu, por exemplo, previ a recuperação da campanha da presidente Dilma para a segunda semana de campanha do segundo turno, pois as citações positivas a ela começaram a crescer, enquanto que as citações negativas ao candidato Serra começaram a crescer, principalmente depois do episódio bolinha de papel.

É claro que vale uma observação que é cuidar do viés dos assuntos que você acompnha, pois a tendência é que nós sigamos pessoas com as quais nós tenhamos afinidade. Nesse caso, se você quer realmente acompanhar tendências, procure diversificar as pessoas que você sergue, combinando pessoas alinhados e não alinhados a sua visão de mundo de modo a aumentar a sua imparcialidade na análise das opiniões e fatos.

2. Acompanhar o Mercado

Se serve para o entretenimento, é claro que serve também para os mais diferentes mercados. Quando uma ação de propaganda e marketing é mal sucedida, é provável que a empresa descubra na hora via Twitter. O mesmo vale para aquilo que tem sucesso. Em entrevista ao blog do 3M Inovação, o diretor de internet da Tecnisa, Romeo Busarello, comenta que o Twitter e outras redes sociais são uma forma de as empresas estarem atentas ao que são os desejos dos consumidores e como a concorrência lida com eles. A 3M usa o Twitter como uma forma de interagir com o público e acompanhar o que surge de novo no universo da inovação empresarial. Quem segue, tem uma dose diária de inspiração para os negócios.

O lançamento de novos produtos da Apple e do Google, por exemplo, costuma sempre figurar no ranking dos mais comentados. Foi assim quando o tão prometido tablet da Apple, o iPad, chegou às lojas nos Estados Unidos. Milhares de usuários do Twitter postaram sobre como estava o movimento nas lojas, sobre como funcionava o aparelho e outros até se fotografaram ao lado da nova mercadoria.

O importante é atuar no campo das conversas. Nesse caso, apesar de as empresas serem pessoas juridicas, elas precisam atuar com alma de pessoa fisica.

3. Prever a Bolsa de Valores

Essa é novidade. Segundo uma pesquisa realizada pelo professor Johan Bollen, da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, o estado de espírito do Twitter pode ser usado para prever as oscilações da Bolsa de Valores com até uma semana de antecedência.

Funciona assim: os pesquisadores tentaram medir o humor dos tuiteiros classificando quase 10 milhões de mensagens em calma, alerta, confiante, doce, vital ou feliz. Uma outra ferramenta mediu se o comportamento dos usuários era positivo ou negativo. Com isso, ele criou uma linha que media as oscilações de humor e a comparou com o gráfico dos índices do mercado de ações. Segundo Bollen e sua equipe, o estado de espírito do Twitter pode prever os rumos do índice Dow Jones com antecedência de dois a seis dias e com uma precisão de 87%.

A partir desses dados, pergunto: As empresas poderiam se tornar um laboratório em tempo integral ? E se você pudesse analisar cada transação , a captura de insights de cada interação com o cliente , e não ter que esperar meses para obter dados em pesquisas de campo? O volume de dados vem crescendo a taxas nunca antes vistas, dobrando a cada 18 meses (tem relação com a lei de Moore). Tecnologias para a captura e análise de informações estão amplamente disponíveis a preços cada vez mais baixos. Muitas empresas estão levando o uso desses dados para novos níveis, utilizando a TI para suportar a experimentação constante de negócio que orientem as decisões e para testar novos produtos, modelos de negócios e inovações na experiência do cliente. Em alguns casos, as novas abordagens ajudam as empresas a tomar decisões em tempo real. Esta tendência tem o potencial de conduzir a uma transformação radical na investigação , inovação e marketing.

4. Virar roteiro

Embora tanta coisa séria possa ser captada pelo Twitter, qualquer um que entre na rede logo vê que a maioria dos comentários ali diz respeito à vida pessoal de cada usuário. Mas quem disse que isso não pode ser revelador?

Este ano, um americano chamado Justin Halpern conseguiu emplacar sua própria série de TV só porque era um bom tuiteiro. Aos 30 anos, ele ainda morava com o pai, o aposentado Samuel Halpern. Irritado com as piadas e até grosserias que seu pai costumava dizer, Justin começou a registrar cada frase no Twitter.

Foi um sucesso. Justin não imaginava que Samuel poderia ser melhor do que qualquer roteirista de Hollywood. Ganhou vários seguidores e logo o perfil no Twitter virou um livro e,mais tarde, um seriado de TV pelo canal CBS.

5. Informar

A internet é certamente o meio mais fácil de saber o que está acontecendo em qualquer lugar do mundo na mesma hora. Mas quando a imprensa é censurada e as informações são poucas, o Twitter já se mostra um meio bastante eficaz.

A primeira surpresa desse tipo aconteceu em junho de 2009, com as eleições iranianas. O candidato que se opunha ao governo de Mahmoud Ahmadinejad, Mir Hussein Mousavi, liderou o chamado Movimento Verde. Os simpáticos à oposição saíram às ruas, mas foi pelo Twitter que Mousavi relatou prisões e agressões a seus aliados. O mundo todo pode acompanhar aquilo que só com muita dificuldade um jornalista que estivesse no Irã conseguiria relatar e transmitir. Atualmente, as redes sociais também tem sido aliadas dos repórteres na cobertura do caso de Sakineh Ashtiani, uma mulher iraniana condenada a apedrejamento por supostamente ter cometido adultério.

O Twitter só mostra uma característica importante da Internet que é não ter editores. Qualquer um pode participar sem a necessidade de que seu texto passe por um editor que pode mudar seu texto e filtrar muito do que você gostaria de comentar. Eu, por exemplo, não acompanho mais notícias acessando diretamente um portal de notícias. Eu acompanho pelo twitter o que as pessoas que eu sigo estão comentando e partir desses comentários é que eu acesso as notícias através dos links inseridos nos posts.

6. Engrossar campanhas políticas

Para o bem e para o mal, o Twitter também deu trabalho a candidatos e seus aliados na disputa das eleições presidenciais brasileiras de 2010. As três principais campanhas – da presidente eleita Dilma Rousseff (PT), da candidata  Marina Silva (PV), e do candidato da oposição José Serra (PSDB) – tinham coordenadores de internet. Além disso, vários militantes se dedicaram à web, colocando logotipos dos candidatos nos seus perfis. Segundo Caio Tulio Costa, coordenador da campanha online da candidata Marina, a internet foi fundamental para a conquistas dos 20 milhões de votos da canditada durante o primeiro turno.

No microblog, ficou mais evidente o ataque entre os candidatos no 2o turno: um lado primava pela divulgação de fatos negativos do outro. Foram tiros dos dois lados. Serra sofreu com piadas depois de ter sido atingido na cabeça por uma bolinha de papel enquanto caminhava no Rio de Janeiro. Dilma viu se espalharem informações que não se confirmaram sobre sua atuação durante a ditadura militar.

O caso brasileiro não é um bom exemplo a ser seguido. Como exemplo emblemático de uso do Twitter podemos citar a campanha do presidente americano Barack Obama que, enquanto seu maior adversário arrecadou 11 milhões de dólares em campanhas de arrecadação de fundos, arrecadou 55 milhões de dólares utilizando apenas as redes sociais, principalmente o twitter.

7. Promover carreiras artísticas

As bandas de garagem de vários países há tempo já sabem que tentar aparecer usando as redes sociais pode dar certo. No Twitter, porém, a ideia ganhou outra dimensão. Se num dia o comediante Felipe Neto foi dormir desconhecido, no outro acordou uma celebridade. Ele colocou vídeos com suas piadas na internet que foram ganhando repercussão. Foi no microblog, porém, que os seus fãs começaram a aparecer. Logo, ele passou semanas entre os assuntos mais comentados, o que bastou para choverem pedidos de entrevistas e ofertas para participação em programas de TV.

Com as redes sociais como o Twitter, qualquer pessoa pode expor seu talento, pois  o custo é baixo e de fácil utilização. Você não precisa ser um especialista em TI para ter um site, um blog ou um canal no youtube para expor seu trabalho.

8. Acessar serviços

Porto Alegre e São Paulo tiveram em novembro a chance de assistir ao ex-beatle Paul McCartney no palco. Antes de poderem compartilhar da presença de Sir Paul, porém, os fãs trocaram informações sobre onde comprar os ingressos, a que horas chegar nas filas ou como conseguir transporte. O Twitter facilita o acesso a esse tipo de serviço de que todo mundo precisa quando quer viajar ou ir a um evento.

9. Aproximar ídolos e fãs

Rita Lee, Gal Costa, Lady Gaga e Mariah Carrey são só alguns dos ídolos das artes que se dedicam como poucos ao Twitter. Rita Lee chega a trocar mensagens com os seguidores sobre os capítulos da novela das oito e Gaga divulga as mensagens que recebe dos fãs chamando eles de “monstrinhos”.

O espaço de 140 caracteres pode ser o mais próximo que alguns fãs já conseguiram chegar de seus ídolos. O Twitter permite trocar ideias com quem quer que seja, e já são vários famosos na rede. Até mesmo grandes nomes do empresariado compartilham experiências na rede. Eike Batista costuma responder a perguntas de seguidores sobre sucesso na carreira. Abílio Diniz divulga projetos do Grupo Pão de Açúcar e de vez em quando comenta futebol. O próprio cofundador do microblog, Evan Williams, tem um perfil, mas prefere não falar de assuntos de trabalho.

Eu mesmo recebo vários pedidos de ajuda de orientação de carreira através do meu twitter e dos comentários do meu blog. Para mim isso é super-importante porque é o melhor indicador de que o que escrevo tem atingido de alguma forma a vida das pessoas que leiem meus posts.

10. Criar obras colaborativas

E não é só pra conversa que os artistas conversam com o público pelo Twitter. Uma experiência inédita começada pelo diretor de cinema Tim Burton promete render frutos. Ele postou no Twitter o início de um conto e pediu que seus seguidores fossem dando continuidade à história. O texto, intitulado Cadavre Exquis (do francêsCadáver Requintado) começou a partir da primeira postagem feita pelo diretor. “Stainboy, usando sua perícia óbvia, foi chamado para investigar uma gosma brilhante no chão da galeria”, escreveu Burton. É o cineasta quem escolhe o tweet que pode fazer parte da história. Até agora, ela já tem cerca de trinta partes escritas por pessoas diferentes.

Como podemos concluir, espaço para empreender e pesquisar é o que não falta depois do crescimento da importância das redes sociais como o Twitter. É como eu já escrevi antes, terá mais sucesso aquele que tiver as melhores conexões, aqueles que melhor aproveitarem as suas conexões e estabelecerem um ambiente de conversa.

Esses são os sinais de que cada vez mais o ser-humano é que está no centro da economia. Mais do que nunca, é o ser-humano que move o mundo estabelecendo conexões e conversas.

Um abraço.

“Keep the Faith”

Twitter: @blogdomarcelao

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: