Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Archive for julho \30\+00:00 2010

Fórum Mundial de Criatividade 2010

Posted by Marcelão em julho 30, 2010


Pessoal,

segue video promocional do Fórum Mundial de Criatividade de 2010 que será realizado em Oklahoma entre os dias 15 e 17 novembro. O evento contará com presenças como Sir Ken Robinson(veja mais sobre ele aqui), Daniel H. Pink (veja mais sobre ele aqui), Pranav Mistry (do Sixth sense – veja mais sobre ele aqui), entre outros.

Um abraço.

“Keep the Faith”

Twitter: @blogdomarcelao

Posted in Gestão 2.0, Inovação | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

Inovação aberta em Gestão 2.0

Posted by Marcelão em julho 26, 2010


Pessoal,

no ótimo post que a minha amiga Adriana Salles Gomes fez sobre o uso de inovação aberta para resolver o conflito Israel X Palestina(leia mais sobre isso aqui), o Thiago de Assis citou outra iniciativa de inovação aberta voltada para a re-invenção do management (Gestão 2.0) liderado por pensadores como o próprio Gary Hamel, que foi o lider do grupo de renegados que criou os 25 desafios da Gestão 2.0 (Moon Shots for management) (leia mais sobre isso aqui).

Essa iniciativa está reunida no site MIX – Management Inovation eXchange (clique aqui para acessar). A idéia é colocar o desafio urgente de reinventar a gestão para o século XXI como sendo tarefa de todos. Você não precisa ser um Guru ou um CEO – ou mesmo ser um “gerente” – para ter uma empresa inovadora na gestão. Se você confiar em outras pessoas para fazer as coisas, você tem uma participação no futuro da gestão.

Todo aquele que se preocupa com o futuro da gestão é convidado a MIXturar-se a essa iniciativa(eu já fiz o meu cadastro). Além do próprio Gary Hamel, participam dessa iniciativa outros pensadores como Thomas Malone(MIT Sloan School of Management), Bill George(Harvard Business School), John Mackey (Whole Foods Market) e Lenny Mendonca(McKinsey & Co.).

A iniciativa conta, entre outras vantagens, com um canal no youtube disponível em http://www.youtube.com/user/mlabvideo

Abaixo, segue vídeo com Gary Hamel, que estará na ExpoManagement 2010(acesse o site do evento aqui), explicando os objetivos da iniciativa MIX – Management Inovation eXchange: Continue lendo »

Posted in Colaboração, Gestão 2.0, Gestão de pessoas, Gestão do Conhecimento, Inovação, liderança | Etiquetado: , , , , , , , | 1 Comment »

O Poder Corrompe. A Falta Dele Também

Posted by Marcelão em julho 19, 2010


Pessoal,

em um artigo passado, eu procurei trazer para reflexão se os modelos de gestão e a postura dos administradores da empresa estão estimulando o comportamento não ético dos funcionários da empresa, principalmente a postura de tentar alcançar a excelência por decreto(clique aqui para ler). Hoje quero abordar a questão da autonomia dos funcionários no desempenho de suas tarefas diárias.

Na edição de julho de 2010, recentemente lançada, a revista Harvard Business Review Brasil apresenta um artigo da especialista em Gestão de mudanças, Rosabeth Moss Kanter, em que ela levanta a questão sobre se a falta de poder pode corromper e que isso tem muito a ver com os entraves existentes dentro das empresas por questões burocráticas e manutenção de silos de poder. Você tenta avançar no seu trabalho e emperra em frases como, por exemplo, “Os procedimentos não permitem”, “Vai levar meses para ser aprovado”, “Isso não vai dar certo”, “Aqui sempre foi assim”.

Diante desse tipo de barreira, ou você entra no jogo da troca de favores ou você é excluído do processo. É por essa razão que as relações políticas imperam muito mais nas empresas do que o atingimento dos resultados que interessam realmente a empresa. O projeto passa a ser individual e não de interesse coletivo. Leva mais quem tem maiores relações com quem está no poder atualmente do que a importância que um projeto tem para a empresa, o que leva a um fisiologismo pérpetuo que compromete a eficácia organizacional. Como as pessoas não podem enfrentar muitas dessas barreiras, elas acabam por “sabotá-la”. Acabam usando as relações para inverter e conseguir o que deseja. Quanto mais ordem, quanto mais centralização do poder, maior é a inversão.

Tal comprometimento da eficácia organizacional da empresa tende a trazer conseguências terríveis em futuro muito próximo para as empresas, uma vez que uma das grandes forças de mudança no cenário competitivo das empresas é a transferência de poder do centro para as bordas, principalmente, em consequência do aumento do poder do consumidor que hoje ainda é muito mais ciente de sua força na econonia do que em tempos anteriores.

Continue lendo »

Posted in Colaboração, Consumidor 2.0, Empreendedorismo, Gestão 2.0, Gestão de mudanças, Gestão de pessoas, Inovação, Nova Economia, Poder do consumidor | Etiquetado: , , , , , , , , , , , | Leave a Comment »

Resultados não sustentáveis

Posted by Marcelão em julho 15, 2010


Pessoal,

toda empresa deve buscar apresentar excelentes resultados financeiros, até porque é cobrada por isso pelos seus acionistas, mas deve-se ter cuidado com a sustentabilidade dos resultados obtidos, ou seja, qual o custo que a empresa pagará no futuro para obter os resultados obtidos no presente.

Querem um exemplo disso? Ontem, terça-feira, o novo diretor de futebol do Flamengo, o Sr. Arthur Antunes Coimbra, mais conhecido como ZICO, deu uma entrevista coletiva onde ele comentava sobre a situação atual do Flamengo em meio a todos os encandalos em que o nome do Flamengo vem sendo envolvido nos últimos meses. Zico deu a seguinte declaração:

– “Não é porque o Flamengo teve um título que poderia se fazer o que quisesse no Flamengo. Esse título acabou sendo ruim, porque as coisas que estão acontecendo e que vem acontecendo só denegriram a imagem do clube. É preferível não ganhar um título e ter um clube intacto, um clube limpo, do que ganhar um título e acontecer o que nós estamos vendo aí.” Continue lendo »

Posted in Ética, Gestão 2.0, liderança | Etiquetado: , , , , , | 3 Comments »

TI e Estratégia: Relacionamento difícil

Posted by Marcelão em julho 13, 2010


Pessoal,

dias atrás eu recebi um e-mail de um colega perguntando a minha opinião sobre quais os motivos pelos quais o planejamento estratégico de TI não é efetivo. Esse é um excelente questionamento e que possui diversos aspectos e que, na minha opinião, estão ligados mais aos aspectos conceituais e comportamentais. Seguem abaixo o que considero serem os motivos para difilculdade de emplacar um planejamento estratégico eficiente de TI:

– Foco excessivo no lado lógico: Penso que a área de TI, pelo seu próprio perfil, tem dificuldade de lidar com assuntos conceituais e abstratos. Prefere que tudo tenha uma lógica e um padrão. O problema é que quando lidamos com estratégia estamos falando de assuntos conceituais, abstratos e, principalmente, não lineares. O papel do estrategistas é justamente destruir padrões, enquanto o pessoal de TI tentar MANTER os padrões. Lembrando que Padronizar é a tentativa de simplificar algo que é complexo; Continue lendo »

Posted in Gestão de mudanças, Planejamento Estratégico, tendências da tecnologia da informação | Etiquetado: , , , , | 2 Comments »

Vídeo: A Empresa do Futuro (Change happens)

Posted by Marcelão em julho 8, 2010


Pessoal,

depois dos princípios da Gestão 2.0, seguem vídeo, estilo “Did You Know”, sobre o porquê da necessidade de reinventarmos os modelos de empresa visando o futuro e de acordo com a realidade atual das redes sociais:

Um abraço.

“Keep the Faith”

Twitter: @blogdomarcelao

Posted in Gestão 2.0, Inovação, liderança | Etiquetado: , , , , , , | Leave a Comment »

Os princípios da Gestão 2.0

Posted by Marcelão em julho 8, 2010


Pessoal,

é certo que não estamos passando por uma época de mudanças, mas sim por uma mudança de época. O que tem ficar bem claro é que toda essa mudança vem sendo potencializada pela Internet e as redes sociais, afinal de contas, redes sociais sempre existiram, o que acontece hoje é que a Internet potencializa a criação de redes sociais de todos os tipos que você possa imaginar.

Apenas para exemplificar a proliferação de redes sociais, semana retrasada estava participando de um curso para formação de educadores corporativos do BB e estava explicando aos meus colegas como utilizo o Twitter para aumentar minha rede de relacionamento, troca de conhecimento e também para me divertir. Fiz essa explanação enviando tweeties para as pessoas que me seguem. A partir daí, comecei a receber vários tweeties ressaltando a importância das redes sociais, entre elas, o amigo @lossio indicou uma rede social de instituições de ensino chamada Konviva.

Essa revolução proporcionada pelas novas tecnologias e pela redes sociais vão transformar quase tudo na sociedade da mesma forma que a linha de produção e as máquinas revolucionaram no século XIX. Na verdade, essa transformação será ainda maior e mais profunda. E com certeza, as empresas não ficarão a margem dessa transformação, principalmente em relação aos seus modelos de gestão.

Os modelos de gestão irão se assemelhar cada vez mais ao modelo da Internet, cujos princípios são:

– Todos têm direito de opinar: Na Internet não existem editores ou filtros. Qualquer um pode se manifestar e expressar suas opiniões. Não é necessário saber codificar um site. Prova disso é esse blog, onde coloco minhas opiniões e crenças sem a necessidade de digitar nenhuma linha de código. É como disse o professor Silvio Meira: “pela primeira vez, nós começamos a ter a disponibilidade de um conjunto de tecnologias, infra-estruturas, serviços e aplicativos que tornaram possível, para uma parte cada vez maior da humanidade, um modo de relacionamento pessoa a pessoa de maneira colaborativa e não intermediada por terceiros.”; Continue lendo »

Posted in Colaboração, Gestão 2.0, Gestão de pessoas, Inovação, liderança | Etiquetado: , , , , , , , | 6 Comments »

O Ministério do Pensamento adverte:

Posted by Marcelão em julho 6, 2010


Pessoal,

como alguns devem saber, compartilho um espaço de troca de conhecimentos no blog corporativo interno do BB que procura trocar idéias sobre tendências. Eu, por exemplo, escrevo sobre as tendências da Tecnologia da Informação e sobre inovação na gestão. Mas hoje, o texto não será meu e sim do colega Pedro Bramont que escreveu um texto excelente sobre inovação e criatividade e como podemos passar a deixar de pensar limitado e ampliar nossa visão sobre tudo. É um texto que eu assinaria com uma frase que sempre cito que é : “Temos que exercitar cada vez mais nossa capacidade de pensar no impossível”.

Vamos ao texto do Pedro, OK?

As crianças (e os políticos) sempre me surpreendem.

Há mais de 10 anos, meu irmão mais novo (Paulinho) perguntou:

“Pedrinho, o que significa ser bonito?”

Pensei em tudo: Rosto ovalado? Atitudes bondosas? Saldo polpudo da conta bancária? Olhos de esmeralda? Sorriso colgate? Acabei convencendo-o a aceitar duas balas (7-belo) em vez da resposta.

A dificuldade em responder me deixou convicto de uma coisa: nem todo assunto pode ser definido. Muitos, inclusive, acabam sendo mal compreendidos se explicados com definições.

A partir de então, resolvi substituir. Saem as definições, entram os conceitos.

Vamos ver as diferenças? Me acompanhe nessa pequena saga conceitual.

Definição x conceito

Sem querer definir, apresento o que os dicionários e as pessoas (além das que criaram os dicionários), em geral, entendem por definição e conceito.

Definição remete, em sua essência, a delimitação. Por meio dela, temos a pretensão de conseguir apresentar o significado de algo com palavras determinadas. Já conceito se relaciona mais com idéias, pensamentos e opiniões sobre determinado tema.

O astuto leitor perceberá que o primeiro (definição) restringe os possíveis significados de algo, pois exclui tudo que determinado assunto “não é”. Já o segundo (conceito) reconhece as possíveis múltiplas perspectivas, abordagens e “novos olhares”.
Mas será que essa diferença, de fato, tem importância? Ou este mísero escriba, sofrendo com o avanço da idade, anda encasquetando com coisas pequenas?

Veja alguns indícios e tire suas próprias conclusões. Continue lendo »

Posted in Gestão 2.0, Inovação, liderança | Etiquetado: , , , , | 1 Comment »

Clay Shirky e O Poder das Pessoas

Posted by Marcelão em julho 1, 2010


Pessoal,

segue a contribuição do pensador Clay Shirky para a discussão se as redes sociais emburrecem ou libertam.

Nessa apresentação realizada em Cannes, Clay Shirky acredita que as novas tecnologias que permitam a colaboração solta – e aproveitando a “inteligência” de reposição – vai mudar a forma como a sociedade funciona.

Um abraço.

“Keep the Faith”

Twitter: @blogdomarcelao

Posted in Colaboração, Gestão 2.0, Gestão do Conhecimento, Inovação | Etiquetado: , , , , , , | 2 Comments »

Continuando e Não Encerrando: Emburrece ou liberta?

Posted by Marcelão em julho 1, 2010


Pessoal,

meu post – sobre se o Google, as redes sociais e a Internet emburrecem ou libertam as pessoas(clique aqui para ler) – rendeu frutos e discussões além desse espaço. Ele teve ecos no blog do meu amigo Cavallini (acesse aqui para ler na integra) e posteriormente foi complementado pelo texto da minha também amiga Adriana Salles Gomes no blogo do Update or die (acesse aqui para ler na integra).

Resumindo os dois textos, na opinião do Cavallini, as pessoas não ficaram mais idiotas com o Orkut, Twitter, Facebook e afins. As pessoas que eram idiotas continuaram a ser idiotas, a diferença é que, com as redes sociais e a Internet, elas apenas amplificaram essa idiotice, ou seja, passou a ser mais fácil perceber essa idiotice. Já a Adriana faz uma critica àqueles que, partindo da premissa que está tudo no Google e que isso leva as pessoas a se acomodarem, acham  que já temos todas as respostas para todas as perguntas. A Adriana lembra que ainda temos muitos problemas ainda a resolver, do dark flow à impotência sexual masculina, passando pelo enorme desafio climático, o político e o de inclusão socioeconômica que vivemos. Apenas para ilustrar, cadê a solução para o problema de vazamento de petróleo no Golfo do México?

Pessoas que se acomodaram com a premissa de está tudo no Google e que só é preciso uma busca, são pessoas que cederam ao lado negro da força, pois, afinal de contas, para tudo há um lado positivo ou negativo. Nas palavras do mestre Yoda : “Em balanço sempre está a força. A Escuridão e a Luz. Sem um, não há o outro. O Lado Negro tentador é. Rápido, fácil no início, mas uma armadilha é o Lado Negro.”

Mas qual seria o lado da luz da força nessa discussão? O lado libertador da Internet e das Redes Sociais? Continue lendo »

Posted in Colaboração, Gestão do Conhecimento | Etiquetado: , , , , | Leave a Comment »

 
%d blogueiros gostam disto: