Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

O papel das empresas – Parte I

Posted by marcelao em agosto 26, 2009


Blog do Marcelão

↑ Grab this Headline

Pessoal,

            o último post que publiquei, que foi sobre a Web 3.0,  eu fechei afirmando que, para alcançarmos todos os benefícios que a economia digital e social poderá nos trazer, era preciso repensarmos o papel das empresas na sociedade. Então, quero iniciar uma nova série de posts comentando sobre, na minha opinião, qual deveria ser o papel das empresas nesse novo mundo. Quero discutir porque as empresas devem existir.

Hoje (2608), estou participando do evento da IDG!NOW, o Digital Ages, que tem como objetivo discutir a realidade dos negócios com o advento da Internet nos campos do marketing, publicidade, comunicação. Quem me acompanha nos blogs de que participo, sabe que procuro discutir a tecnologia não como bits e bytes, mas sim em como ela transforma tudo no nosso mundo. Dito isso, no meu entender, a Internet é a nossa grande chance de RE-criarmos uma nova sociedade, uma nova humanidade, uma HUMANIDADE 2.0 como diria o meu amigo Gil Giardelli. Parafraseando um famoso politico, Nunca na história desse mundo estivemos tão perto de fazer uma revolução de baixo para cima, uma RE-Evolução.

Existem vários casos  que posso citar de eventos associados a essa revolução de baixo para cima como, por exemplo, o movimento dos moradores e associações de bairros da cidade do Rio de Janeiro que estão proporam o boicote ao pagamento IPTU no ano de 2008. A razão desse boicote é que a cidade do Rio de janeiro, segundo relatos, estava entregue a própria sorte quanto a sua manutenção com suas e calçadas esburacadas, grama sem cortar virando capim, árvores que não recebiam poda há muito tempo, proliferação de camelôs nas ruas, … E só quando se aproximaram as eleições é que o prefeito da cidade resolve fazer acontecer valendo-se daquela máxima de que a “última impressão é a que fica”. Resultado : os moradores cansaram-se dessa postura e resolveram pagar o IPTU apenas em Novembro fazendo com que o prefeito não tenha recursos para continuar com essa prática eleitoreira.

Na palestra do Sr. Tony Hsieh, CEO da Zappos (loja on-line de venda de sapatos), ficou claro como essa revolução deveria impactar as empresas. Para Tony, devemos reinventar o DNA das empresas visando encantar nossos clientes e, principalmente, funcionários e torná-los seguidores da marca da empresa. Quem achava que seria uma palestra sobre negócios, recheada com números, foi surpreendido com uma palestra que falou 99% sobre pessoas e 1% sobre negócios.

Tony argumentou que o consumidor criou uma via de mão dupla nos negócios ao se apossar da Internet. Isso muda totalmente a relação que as empresas devem ter com seus consumidores. É preciso estabelecer uma relação de transparência e confiança com todos os públicos com quem a empresa se relaciona. Isso fica cada vez importante se lembrarmos do meu post anterior(clique aqui para ler) sobre as tendências a serem monitoradas em que uma delas era o fato de que a confiança nas empresas está se esvaindo. Para ilustrar esse fenômeno, assista o vídeo abaixo, postado anteriormente no blog, mas que vale a pena ver de novo :

– 25% dos resultados de busca relacionados a grandes marcas são referentes a conteúdos gerados por clientes e 34% dos blogueiros postam opiniões sobre marcas e produtos;

–  78% dos consumidores confiam mais em indicações de outras pessoas e somente 14% confiam em propaganda;

As empresas devem voltar ao básico e resgatar o valor de serem mais humanas. Ainda mais que, com as redes sociais, elas estão cada vez mais expostas e não tem como recurso usar um “photoshop” para melhorar suas imagens. Elas precisam entender que empresas são feitas de pessoas. Resgatar esse valor é resgatar o relacionamento com seus consumidores, transformando-os em seguidores, afinal de contas, pessoas gostam de relacionar-se com pessoas e não com empresas.

É preciso que as empresas voltem seus olhares para o principal capital, o capital intangível que está no conhecimento dos seus funcionários. Na Zappos, por exemplo, proteger a sua cultura é fundamental. Eles abrem mão de um maior lucro em favor de proteger sua cultura visando o longo prazo. Quando eles contratam pessoas, eles treinam todas elas e ao final do treinamento, eles oferecem dois mil dólares para que a pessa deixe a empresa. Funciona como um teste para verificar se a pessoa está ali apenas pelo dinheiro ou se está ali também por causa dos valores da empresa. Apenas 1% aceitam esse dinheiro e deixam a empresa.

Para a Zappos, mais importante que a geração de lucros é sua visão e paixão, pois mais importante que a motivação é a inspiração. Eles não se importam em conhecer as melhores práticas de seus concorrentes, eles olham para seus funcionários e clientes para estabelecer suas estratégias. Caso contrário, ao copiar seus concorrentes, eles seriam apenas mais uma empresa comum no mercado.

Esse é o poder da revolução que vem de baixo para cima. Se começarmos a reparar, existem várias dessas revoluções acontecendo ao redor do mundo,  e o potencializador dessa revolução é a Internet oferecendo toda a estrutura necessária para proliferação dessas grandes redes sociais que estão surgindo cada vez mais em maior número. 

Em um futuro cada vez mais próximo, essa revolução vai mudar a forma como as empresas serão geridas  e como os governantes de todos os países prestam contas de seus atos perante a sociedade. Os chefões, que não respeitam os seus funcionários e não conseguem transforma-los em parceiros do seu sucesso, e os governantes, que não governam com os ouvidos voltados para a sociedade como um todo, estão fadados a extinção, pois as armas, que eles possuiam para segurar essa revolução, acabaram, principalmente, porque não há como esconder mais nada da população uma vez que a informação corre o mundo inteiro em uma velocidade assustadora, o que torna as pessoas mais conscientes dos seus direitos e mais dispostas a brigarem por eles.

Para fechar, segue abaixo um video que pode orientar você a iniciar essa revolução começando por você mesmo.

Um abraço.

“Keep the Faith”

Bookmark and Share

Leia também os seguintes posts :

– Vida digital em um planeta inteligente – > Clique aqui para ler;

– Paulo Freire e o líder como educador – > Clique aqui para ler;

– Identifique um agente da inovação e da mudança – > Clique aqui para ler;

– Estratégia : 10 tendências a monitorar – > Clique aqui para ler;

– A dor e o valor de fazer escolhas difíceis – > Clique aqui para ler;

– Gestão 2.0 : Por quê lideres criativos são tão raros? – > Clique aqui para ler;

– A diferença entre líderes e gerentes – > Clique aqui para ler;

– Palestra realizada na Tecnologia do BB – Inovação, empreendedorismo e projetos – > Clique aqui para ler;

– Importância da franqueza nas organizações – > Clique aqui para ler;

– Identifique os agentes da inovação e da mudança – > Clique aqui para ler;

– A gestão de projetos na nova economia – > Clique aqui para ler;

– Você já fez o velho – > Clique aqui para ler;

– Gestão por decreto = números torturados = comportamento não ético – > Clique aqui para ler;

– Gestão 2.0 : Jogue uma pizza -> Clique aqui para ler;

– Perguntar é a resposta para a inovação – > Clique aqui para ler;

– 10 razões porquê o CEO sabota a inovação – > Clique aqui para ler;

– O exemplo na prática – > Clique aqui para ler;

– “Voldemort” nas empresas – > Clique aqui para ler;

– O que precisa mudar – > Clique aqui para ler;

– O dilema da inovação na gestão – > Clique aqui para ler;

– Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler;

– Palestra : Planejamento estratégico pessoal – > Clique aqui para ler;

– Enxergue de forma mais abrangente – > Clique aqui para ler;

– Por quê é tão dificil mudar? – > Clique aqui para ler;

– Não existe planejamento perfeito – > Clique aqui para ler;

– Autoconhecimento : O conhecimento mais importante – > Clique aqui para ler;

– Chegou a hora da administração? – > Clique aqui para ler;

– Questionar é preciso : liderando equipes talentosas – > Clique aqui para ler;

– Gestão e inovação é com o lado direito do cérebro – > Clique aqui para ler;

Anúncios

15 Respostas to “O papel das empresas – Parte I”

  1. […] das empresas… em A diferença entre líderes e…Samuel em A metáfora do futebolO papel das empresas… em Gestão e inovação é com o lado…O papel das empresas… em […]

  2. […] As pessoas estão no poder, seja como consumidoras, seja como funcionários. Como disse Tony Hsieh(mais detalhes aqui), CEO da Zappos, as pessoas criaram uma via de mão dupla ao se apossarem da […]

  3. […] – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  4. […] – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  5. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  6. […] Comentários Heróis que não preci… em Estratégia : 10 tendências par…Heróis que não preci… em 10 razões para adotar redes so…Heróis que não preci… em Fórum Mundial de Negociação HS…Heróis que não preci… em Seis tendências para mídias…Social Media ROI : S… em O papel das empresas – P… […]

  7. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  8. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  9. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  10. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  11. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  12. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  13. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  14. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

  15. […]  – O papel das empresas – Parte I – > Clique aqui para ler; […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: