Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados

Posted by marcelao em maio 15, 2009


Blog do Marcelão

↑ Grab this Headline

 

Pessoal,

um dos desafios propostos pelo Gary Hammel para inovação na gestão é fortalecer os renegados e desarmar os reacionários.

Segundo o artigo do professor Hammel publicado na Harvard Business Review de fevereiro/2009, “O monarca no trono normalmente não promove revoluções. A maioria dos sistemas de gestão, no entanto, dá uma parcela desproporcional da influência sobre políticas e estratégias a um pequeno número de altos executivos. Ironicamente, esse é justamente o grupo com mais interesse no status quo e o mais inclinado a defendê-lo. É por isso que empresas estabelecidas costumam “ceder” o futuro para novatas. A única saída é criar sistemas de gestão que transfiram poder para aqueles cujo capital emocional está investido basicamente no futuro e que têm pouco a perder com mudanças.”

Lembro-me de uma frase do mestre Peter Drucker : “Como gerente você é pago para estar desconfortável. Se você está confortável, é um sinal seguro de que você está fazendo as coisas erradas.” Essa frase está perfeitamente alinhada com o desafio proposto pelo Gary Hammel. O cuidado que temos que ter é buscar o equilibrio.

Vou citar um exemplo que aconteceu comigo. Há pouco tempo, eu deixei de ser consultor de gestão de projetos e assumi uma equipe para gerenciar. A primeira coisa que fiz foi NÃO FAZER NADA. Isso mesmo, pois primeiro eu precisava observar as pessoas e conhecê-las, saber a formação de cada um, como cada um encara o trabalho, os seus objetivos pessoais e, principalmente, dar um tempo para eles me conhecerem. Depois de mais ou menos um mês, eu comecei a introduzir algumas mudanças, mas havia uma situação de zona de conforto que estava me incomodando.

A primeira tentativa de solucionar essa situação foi pedir ao meu chefe mais uma pessoa para trabalhar na equipe, para que eu pudesse atender uma deficiência de uma habilidade, que não havia na equipe e, ao mesmo tempo,  serviria para fazer uma mudança, que resolveria essa situação de desconforto em que eu estava, mas não obtive êxito no meu pedido. Eu poderia conforma-me com essa situação, mas não me conformei. Nessa hora, eu me lembrei da frase do Peter Drucker e de um post antigo em que eu afirma que se o nosso trabalho não tivesse limitações de recursos, nós não precisaríamos de lideres.

Hoje (14.05), estava eu fazendo academia, quando, de repente, eu tive um insight em que a solução seria mudar algumas pessoas de funções, funções essas que elas desejavam desempenhar. Mais ainda, já pensei em como fazer essa mudança de modo a não gerar uma queda na qualidade dos serviços que estamos prestando atualmente. 

Além de encontrar a solução para o que estava me incomodando, tive outro incomodo resolvido. Vocês já devem ter percebido que gosto muito de citar o Google em meus posts sobre Gestão 2.0 devido ao seu modelo de gestão inovador. Ocorre que, apesar de acreditar cegamente nesse modelo, eu sempre repetia, como um robô, o que eu lia sobre o Google a respeito de seu ambiente de trabalho que disponibiliza piscinas, quadras de vôlei, massagens, … Hoje eu entendi o porquê desses benefícios, que o Google proporciona aos seus colaboradores, ao associar o insight que eu tive durante a ginástica com o livro do Daniel Pink, “O cérebro do futuro” (leia uma resenha aqui) e o artigo do professor Mintzberg(Primeiro pense, Primeiro veja, Primeiro Faça), principalmente, quando ele apresenta uma das teorias de gestalt que identifica quatro passos na descoberta criativa : preparação, incubação, iluminação e verificação. A preparação vem em primeiro lugar, pois “a sorte favorece apenas a mente preparada” como afirmou Louis Pasteur. O conhecimento adquirido ao longo dos anos é seguido pela incubação sendo tratado pelo nosso inconsciente. Em seguida, se tiver sorte, ocorre aquele lampejo “Eureca”, em geral quando estamos relaxados ou  após uma noite de sono, porque, quando relaxamos, o pensamento racional é desligado e o inconsciente ganha maior liberdade.

Aliás, saber trabalhar com restrições, como eu tive que fazer na situação citada acima, também é característico de pessoas incomodados, pois elas não se acomodam com essas restrições impostas. Escrevendo esse post e inspirado no post da Adriana no blog da HSM sobre as funções que no minimo o Twiter tem, encontrei mais duas funções para ele que seria estimular a criatividade ao fazer com que você dê o seu recado em apenas 140 caracteres, além de exigir que você seja objetivo ao escreve-la.

Concluindo, ser uma pessoa incomodada ajuda você a enfrentar as restrições que o nosso cotidiano nos impõe. Afinal de contas, como já escrevi em outro post, ostra feliz não faz pérola, ela precisa estar incomodada para produzir uma das pedras mais preciosas, belas e objeto de desejo de toda mulher.

A pergunta que fica é : Na sua empresa, como você está tratando essas pessoas incomodadas?

Um abraço.

Bookmark and Share

Leia também os seguintes posts :

– Frases proibidas em gestão de projetos – > Clique aqui para ler;

– A diferença entre lideres e gerentes – > Clique aqui para ler;

– Receita do sucesso é a mesma do insucesso – > Clique aqui para ler;

– Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler;

– Por quê precisamos de líderes? – > Clique aqui para ler;

– Palestra realizada na Tecnologia do BB – Inovação, empreendedorismo e projetos – > Clique aqui para ler;

– Liderança – Existe espaço para arrogância no mundo de hoje? – > Clique aqui para ler;

– Livro : Know-How – As 8 competências que separam os que fazem dos que não fazem – > Clique aqui para ler;

– Mudança de época requer mudança de pensamento – > Clique aqui para ler 

– Nova economia exige um novo perfil de profissional – > Clique aqui para ler;

– Gestão de longo prazo – > Clique aqui para ler

– Busque a Unidade, mas sem Uniformidade – > Clique aqui para ler;

– “Quem não se comunica, se trumbica” – > Clique aqui para ler;

–  Empreendedor corporativo – > Clique aqui para ler;

– Processo decisório : 3 modelos de Mintzberg – > Clique aqui para ler;

– Competências dos lideres do futuro – > Clique aqui para ler;

– Competências dos lideres do futuro – II – > Clique aqui para ler;

Anúncios

22 Respostas to “Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados”

  1. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  2. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  3. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  4. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  5. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  6. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  7. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  8. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  9. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  10. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  11. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  12. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  13. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  14. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  15. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  16. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  17. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  18. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  19. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  20. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  21. […] – Gestão 2.0 : Fortaleça os incomodados – > Clique aqui para ler; […]

  22. […] A diferença entre lí… em Gestão 2.0 : Fortaleça os…A diferença entre lí… em A gestão de projetos na nova…A diferença entre […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: