Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Twiter : não é bebida, mas consuma com moderação

Posted by marcelao em maio 8, 2009


Blog do Marcelão

↑ Grab this Headline Animator

Pessoal,

                 nas últimas duas semanas, eu tive uma certa dificuldade para manter o meu ritmo de postagem nos blogs que participo. Isso estava me incomodando bastante. Mas eu encontrei a causa dessa minha angústia e gostaria de compartilha-la com vocês.

                 No meu mestrado, eu tenho que fazer semanalmente resumos de artigos e identificar questões que não foram abordadas no texto. Essa semana, o artigo foi sobre a necessidade de evitar armadilhas da competência através da busca do equilibrio entre dois conceitos “Exploitation” e “Exploration”.

                  O artigo apresenta o conceito de “Exploitation” de conhecimento como o processo de desenvolvimento de competências já existentes dentro da organização, enquanto que o conceito de “Exploration” é apresentado como o processo de busca de novas competências. O processo de “Exploitation” gera conhecimentos incrementais, com retornos moderados, mas certos e imediatos. “Exploration”, em contrapartida, é um processo altamente incerto e imprevisível, refletindo a capacidade de uma empresa para adquirir novos conhecimentos e não apenas aprender como utilizar o conhecimento atual de forma mais eficiente.                

                  Esses dois conceitos são relativos a disciplina de aprendizagem organizacional que serve para utilizar conhecimentos existentes e incorporar novos conhecimentos a base de conhecimentos das organizações, através da qual as competências das organizações sejam melhoradas e novas sejam desenvolvidos. No entanto, a aprendizagem pode ser uma faca de dois gumes quando há um desequilibrio entre os dois conceitos acima apresentados, ou seja, “Exploitation” ou “Exploration” em excesso geram as chamadas armadilhas de competênicas.

                  No caso de “Exploitation” em excesso, desenvolvimento de competências já existentes significa que as organizações tornam-se melhor em fazer coisas que elas fazem repetidamente e com sucesso, mas pode torná-las menos competentes nas atividades  que fazem raramente e sem sucesso. Por outro lado, essa característica de auto-reforço de uma organização de aprendizagem torna-a propenso a sustentar seu foco atual e a criação de armadilhas onde determinados comportamentos são reproduzidos, tornando engessada a empresa e criando obstáculos para o desenvolvimento da inovação.

                   Quando o assunto é “Exploration” em excesso, presente em empresas reconhecidas pela capacidade de gerar, adquirir e integrar tanto fontes externas como fontes internas de conhecimento, a exposição a novos conhecimentos é benéfica até certo ponto, mas em excesso pode se tornar uma nova fonte de confusão e sobrecarga de informação e, consequentemente, um desempenho organizacional sofrível.

                   O artigo aborda esses conceitos em nível de organização, mas podemos aplicar no nível individual. Foi o que aconteceu comigo. Eu cai na armadilha de “Exploration” em excesso. A minha angústia era porque, ao utilizar o Twitter diariamente, eu estava adquirindo novos conhecimentos em excesso e não estava dedicando um tempo para assimila-los devidamente. O resultado é que  eu comecei a deixar de pensar de forma criativa os meus posts.

                    Há alguns dias, eu estava para escrever um post sobre esses conceitos de “Exploitation” e “Exploration”, mas não achava uma linha de raciocinio que fosse possível tornar o texto menos acadêmico e mais voltado ao nosso cotidiano. Hoje, ao conversar com o professor Eugenio Mussak, antes de uma palestra que ele realizaria na diretoria de tecnologia do BB, comentamos sobre o excesso de informação e foi aí que eu tive o insight de identificar a causa da minha angústia e ao mesmo tempo encontrar uma forma de apresentar esses conceitos de armadilha de competências e de “Exploitation” e “Exploration” de forma clara.

                    Esse post não é uma critica ao Twitter, muito pelo contrário, muito pelo contrário, até porque eu continuo acessando e recomendo sua utilização, mas, assim como qualquer ferramenta de colaboração, é a utilização dela que faz a diferença. O que precisamos é que, assim como nas empresas, nós busquemos esse equilibrio entre desenvolver as nossas competências atuais e adquirir novas competências.

                     Concluindo, Twitter e outras redes sociais são excelentes para adquirir novos conhecimentos, mas consuma com moderação.

Um abraço.

Bookmark and Share

Leia também os seguintes posts :

– Não existe planejamento perfeito – > Clique aqui para ler;

– Autoconhecimento : O conhecimento mais importante – > Clique aqui para ler;

– Livro : O sucesso está no equilibrio – > Clique aqui para ler;

– Livro : O cérebro do futuro : A revolução do lado direito do cérebro – > Clique aqui para ler;

– A diferença entre lideres e gerentes – > Clique aqui para ler;

– Processo decisório : 3 modelos de Mintzberg – > Clique aqui para ler;

– Chegou a hora da administração? – > Clique aqui para ler;

– Ostra feliz não faz pérola – > Clique aqui para ler;

– Por quê é tão dificil mudar? – > Clique aqui para ler;

– Questionar é preciso : liderando equipes talentosas – > Clique aqui para ler;

– Gestão e inovação é com o lado direito do cérebro – > Clique aqui para ler;

– Miopia Gerencial – > Clique aqui para ler ;

 Motivação : O que é isso? – > Clique aqui para ler;

Livro : O futuro da administração – > Clique aqui para ler;

Empreendedorismo corporativo e o gerente de projetos – > Clique aqui para ler;

Livro : Qual é a tua obra? – > Clique aqui para ler;

Empreendedor Corporativo – > Clique aqui para ler;

Frases inspiradoras sobre atitude e ação – > Clique aqui para ler;

– A relação entre o planejamento estratégico e a gestão de projetos – > Clique aqui para ler;

– Importância do planejamento estratégico em ambientes de grandes mudanças – > Clique aqui para ler;

– Importância do planejamento estratégico para o processo decisório – > Clique aqui para ler;

– O que é liderar? – > Clique aqui para ler;

– Livro : O futuro da administração – > Clique aqui para ler;

– Livro : O lider do futuro – > Clique aqui para ler;

– Livro : Wikinomics – > Clique aqui para ler;

Anúncios

Uma resposta to “Twiter : não é bebida, mas consuma com moderação”

  1. […] Palestra : Planejame… em Livros que recomendoTwiter : não é bebid… em Livro : WikinomicsTwiter : não é bebid… em Livro : O lider […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: