Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Inovação na Gestão : Quem faz realmente acontecer

Posted by marcelao em março 20, 2009


Blog do Marcelão

↑ Grab this Headline

Pessoal,

                  esse post, além de continuar a série sobre inovação na gestão, tem o objetivo de pagar uma promessa que fiz a Adriana Salles quando em post anterior escrevi que faria um texto sobre algumas dicas do professor Gifford Pinchot para estimular o empreendedorismo corporativo nas empresas.

                   Muito se fala que as empresas devem inovar, mas pouco se fala na criação de um ambiente propício para o surgimento e desenvolvimento dos empreendedores corporativos nas empresas. Se a criatividade está ligada ao pensar/criar idéias novas e a inovação está ligada a concretizar essas idéias, o empreendedor é quem cria a ponte entre a criatividade e a inovação. Por essa razão, considero, na minha opinião, a questão do empreendedor corporativo como chave para desenvolver uma inovação na gestão.

                   Mas para que isso aconteça, é preciso criar um ambiente favorável para o surgimento desse ator importantíssimo para as empresas. Portanto, seguem abaixo algumas dicas do professor Gifford Pinchot para criação de um ambiente favorável ao surgimento do empreendedor corporativo :

                  – Transmissão da visão e do objetivo estratégico – > Empregados são dotados de maior empowerment com maior eficácia quando possuem uma clara visão do futuro e dos rumos da empresa. Comunicação e envolvimento são ações chaves. Compartilhe a visão e os objetivos de forma incessante. Se tiver que comunicar 10 vezes, comunique 10 vezes;

                – Tolerância a riscos, erros e falhas – > A inovação e a aprendizagem encontram espaços na empresa quando você testa novas idéias, observa o que ocorre e aprende a partir da experiência. Quando as pessoas que estão testando novas idéias são punidas pelos “erros” cometidos, há duas consequências negativas : (1) as pessoas deixam de testar e (2) os erros são ocultados. No modelo de excelência da gestão da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade), um dos fundamentos do modelo é que o erro deve ser encarado como instrumento pedagógico. Aliás, um dos segredos do Google é fazer rápido e aprender rapidamente com os erros, para isso eles diminuem o custo do erro;

                – Equipes multifuncionais dotadas de empowerment – > Essa é a vantagem da diversidade nas organizações, devemos buscar a unidade de objetivos mas estimulando a diversidade para surgimento de perspectivas diferentes a cerca dos problemas existentes. Empresas inovadoras criam equipes de projetos multidisciplinares para implementar a inovação;

               – Empresas sem fronteiras organizacionais – > Novas idéias não se ajustam ao padrão existente da empresa. Então, inovadores precisam romper barreiras na empresa para obter ajuda e apoio, mas gerentes burocráticos costumam dizer “Não” para pessoas fora da área, apenas para mostrar que estão no comando. Para isso, o empreendedor precisam de patrocinadores para suas ações de forma a defende-los do sistema imunológico que deseja preservar o status quo. Uma ação importante é promover o rodizio entre os gerentes das equipes;

              – Comunidade organizacional forte – > Montar uma verdadeira rede interna de colaboradores de diversas áreas. Em empresas que desenvolvem uma forte comunidade organizacional, as pessoas se ajudam e cuidam uma das outras. Elas pensam no bem de todos e não apenas na própria área. A comunidade fornece a base de suporte aos empreendedores e uma força para orientar a liberdade para fins que valham a pena. Importante criar um sistema de valores organizacionais que orientem de fato o comportamento dos colaboradores;

             – Transparência e verdade – > Informações são úteis para uma empresa apenas quando as pessoas que executam o trabalho e tomam as decisões as detêm. Nas empresas mais inovadoras, as informações fluem livremente, de forma horizontal e vertical. Exija que as pessoas “enfrentem a realidade e sejam francas”.

              Essas são algumas dicas que o professor Gifford Pinchot apresenta para criar e manter um ambiente que estimule o surgimento dos empreendedores corporativos nas empresas. Empresas que querem criar a ponte entre a criatividade e a inovação, procuram valorizar ações como essa na busca pela sua sobrevivência no atual ambiente de intensa competitividade que marca os tempos atuais.

               E a sua empresa, aplica alguma dessas ações?

Um abraço.

Bookmark and Share

Leia também os seguintes posts :

– Ostra feliz não faz pérola – > Clique aqui para ler;

– Por quê é tão dificil mudar? – > Clique aqui para ler;

– Importância da franqueza nas organizações – > Clique aqui para ler;

– Questionar é preciso : liderando equipes talentosas – > Clique aqui para ler;

– Gestão e inovação é com o lado direito do cérebro – > Clique aqui para ler;

–  Livro : Empreendedor corporativo – a nova postura de quem faz a diferença – > Clique aqui para ler;

– Livro : Intraempreendedorismo na prática (Pinchot) – > Clique aqui para ler;

– Empreendedor corporativo – > Clique aqui para ler;

– Palestra realizada na Tecnologia do BB – Inovação, empreendedorismo e projetos – > Clique aqui para ler;

– A diferença entre arrogância e auto-confiança – > Clique aqui para ler;

– Autoconhecimento – O conhecimento mais importante – > Clique aqui para ler;

– A diferença entre lideres e gerentes – > Clique aqui para ler;

– Receita do sucesso é a mesma do insucesso – > Clique aqui para ler;

– Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler;

– Por quê precisamos de líderes? – > Clique aqui para ler;

– Liderança – Existe espaço para arrogância no mundo de hoje? – > Clique aqui para ler;

– Busque a Unidade, mas sem Uniformidade – > Clique aqui para ler;

– Competências dos lideres do futuro – > Clique aqui para ler;

– Competências dos lideres do futuro – II – > Clique aqui para ler;

– Livro : O futuro da administração – > Clique aqui para ler;

–  Google – Modelo de inovação na Gestão – > Clique aqui para ler;

– Mudança de época requer mudança de pensamento – > Clique aqui para ler;

– Inovação – O poder da colaboração – > Clique aqui para ler;

– Nova economia exige um novo perfil de profissional – > Clique aqui para ler;

– Modelos de gestão – necessidade de evolução – > Clique aqui para ler;

Anúncios

2 Respostas to “Inovação na Gestão : Quem faz realmente acontecer”

  1. […] – Inovação na gestão : Quem faz realmente acontecer – > Clique aqui para ler; […]

  2. […] – Inovação na gestão : Quem faz realmente acontecer – > Clique aqui para ler; […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: