Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Empreendedor corporativo : Vida dificil nas empresas brasileiras

Posted by marcelao em outubro 23, 2008


Blog do Marcelão

↑ Grab this Headline Animator

Pessoal,

                um dos assuntos que mais gosto de abordar aqui nesse espaço é a questão do empreendedor corporativo. Como já escrevi em outros posts, empreendedor corporativo ou intraempreendedor é aquele sujeito que possui as características de empreendedor, mas não não é dono de um negócio próprio, pois prefere e sente-se confortável trabalhando dentro de uma empresa.

                O objetivo desse post é mostrar as dificuldades que esse empreendedor encontra no cotidiano das empresas para empreender.

                 Como já escrevi em outros posts, o empreendedor possui caracteristicas que o diferenciam dos demais. São visionários, enxergam as coisas de forma diferente e estão sempre buscando a inovação. São pessoas incomadadas com o status quo e, por essa razão, incomodam muita gente. É essa a principal razão das dificuldades do empreendedor corporativo, principalmente nas empresas brasileiras.

                  Essa dificuldade do empreendedor é maior nas empresas brasileiras do que em empresas americanas. Isso se deve as diferenças da cultura brasileira em relação a americana. Esse é o meu objeto de estudo atualmente no mestrado em administração que estou cursando atualmente na Universidade de Brasileira na matéria “Comportamento e diversidade nas organizações”.

                   Nessa matéria, foi apresentado um modelo de dimensões culturais desenvolvido por um renomado psicologo social chamado Hofstede. Hofstede criou um modelo que estabelece quatro dimensões de avaliação da cultura de nações :

                   – Masculinidade-femininidade;

                   – Evitação da incertezas;

                   – Individualismo-coletivismo;

                   – Distância do poder;

                   Concentrarei meus argumentos nas últimas três dimensões que estão fortemente relacionadas a questão do empreendedor corporativo nas empresas, na minha opinião.

                    A principal dimensão a ser analisada e que influências as outras duas é a dimensão individualismo-coletivismo. Essa dimensão diz respeito ao que a cultura de uma nação valoriza mais. No caso do individualismo, valoriza-se o “EU”, o individuo, valoriza-se a independência e busca por autonomia, a seguir suas próprias regras, enquanto que o coletivismo valoriza mais a questão do grupo, a obediência as normas definidas explicita ou implicitamente pelo grupo, sendo que o não cumprimento dessas normas pode significar a expulsão do grupo.

                    A relação existente entre a dimensão individualismo-coletivismo com as outras duas dimensões é que quanto mais coletivista é uma cultura, maior será a evitação da incerteza, maior será a distância do poder, no caso das empresas significa distância das decisões da empresa.

                    Em culturas coletivistas, o grupo está em primeiro lugar e um grupo é regido por normas sociais definidas. Aí é que reside a principal dificuldade do empreendedor corporativo, principalmente nas empresas brasileiras, pois a cultura brasileira é predominantemente coletivista, ou seja, valoriza-se mais a questão do grupo do que individuo do que na cultura americana.

                     Essa diferença, entre a cultura brasileira e a americana, pode ser facilmente notada se você comparar o programa “O aprendiz” com Roberto Justus e a versão americana com apresentação de Donald Trump. Na versão americana, os candidatos, principalmente nas reuniões de demissão, não tem nenhum pudor de acusar o outro membro do grupo sobre suas falhas, enquanto que na versão com Roberto Justus sempre há muito melindre entre os participantes quando são colocadas em situação em que eles tem que apontar pontos fracos de membros de seu grupo, porque no caso da cultura brasileira nós valorizamos o grupo, enquanto na americana valoriza-se o individualimo.

                     Como nossa cultura é mais coletivista e valoriza mais o grupo do que o individuo, o empreendedor corporativo encontra-se sempre em dificuldade, porque ele quer fazer as coisas diferentes e isso é ir contra as normas sociais do grupo, pois, como vimos acima, quanto mais coletivista maior a evitação da incerteza, e fazer coisas diferenças é trabalhar com incerteza.

                      A pergunta é : qual a solução para esse empreendedor corporativo?

                      O maior autor no assunto empreendedor corporativo é o professor Gifford Pinchot. Pinchot estabelece um decálogo de dicas para esse empreendedor :

                      – Chegue ao trabalho todos os dias disposto a ser demitido;

                      – Contorne todas as ordens que frustrem seus sonhos;

                      – Faça tudo que for necessário para que o projeto dê certo, sem se ater à sua descrição de cargo;

                      – Recrute pessoal para ajudá-lo;

                      – Siga sua intuição sobre as pessoas que você escolher e trabalhe apenas com os melhores;

                      – Atue na clandestinidade tanto tempo quanto possível – a publicidade desencadeia os mecanismos imunológicos da empresa;

                      – Nunca aposte numa corrida se você não estiver participando dela;

                      – Lembre-se, é mais fácil pedir permissão do que permissão;

                      – Seja persistente em seus objetivos, mas realista sobre os meios para alcança-los;

                      – Honre seus patrocinadores.

                      O último ponto, relacionado a questão dos patrocinadores, é muito importante no contexto brasileiro, pois, como escrevi acima, o grupo é mais forte do que o individuo. O patrocinador é importante porque as empresas que realmente querem construir a capacidade de inovação não podem simplesmente esperar que alguns bons empreendedores corporativos sejam os salvadores da pátria da empresa. Ele precisa de um patrocinador que o proteja do sistema imunológico da empresa, daqueles que preferem manter o status quo e que possuem evitação da incerteza.

                       O empreendedor corporativo existe dentro das empresas brasileiras, cabe aos gestores identifica-los e criar um sistema de proteção a essa figura vital e de suma importância para a inovação da empresa e, por que não, da sua sobrevivência.

Um abraço.

Bookmark and Share

Leia também os seguintes posts :

– Empreendedorismo corporativo e o gerente de projetos – > Clique aqui para ler;

– Empreendedorismo, inovação e projetos – > Clique aqui para ler;

– Livro : Empreendedor corporativo – a nova postura de quem faz a diferença – > Clique aqui para ler;

– Livro : Intraempreendedorismo na prática (Pinchot) – > Clique aqui para ler;

– Empreendedor corporativo – > Clique aqui para ler;

– O que é liderar? – > Clique aqui para ler;

– Gestão e inovação é com o lado direito do cérebro – > Clique aqui para ler;

– Competências dos lideres do futuro – > Clique aqui para ler;

– Busque a Unidade, mas sem Uniformidade – > Clique aqui para ler;

– Importância da franqueza nas organizações – > Clique aqui para ler;

– Questionar é preciso : liderando equipes talentosas – > Clique aqui para ler;

– Livro : Qual é a tua obra? – > Clique aqui para ler;

– Modelos de gestão – necessidade de evolução – > Clique aqui para ler;

– Livro : Wikinomics – > Clique aqui para ler;

– Livro : Know-How – As 8 competências que separam os que fazem dos que não fazem – > Clique aqui para ler;

– Google – Modelo de Inovação na Gestão – > Clique aqui para ler;

– Dica de Video : Conheça a cultura corporativa do Google – > Clique aqui para ler;

– Inovação – O poder da colaboração – > Clique aqui para ler;

– Nova economia exige um novo perfil de profissional – > Clique aqui para ler;

Anúncios

18 Respostas to “Empreendedor corporativo : Vida dificil nas empresas brasileiras”

  1. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  2. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  3. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  4. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  5. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  6. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  7. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  8. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  9. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  10. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  11. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  12. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  13. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  14. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  15. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  16. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  17. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

  18. […] – Empreendedor corporativo – Vida difícil nas empresas brasileiras – > Clique aqui para ler; […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: