Blog do Marcelão

Blog para debate sobre excelência na gestão.

Aprendiz 5 – Comentários Episódios 13 e 14

Posted by marcelao em junho 20, 2008


Pessoal,

 

              dando prosseguimento a série de comentários sobre o aprendiz 5, vamos começar pelo episódio 13 que foi a tarefa de promover duas cidades do Rio de Janeiro como atrações turisticas.

              Podemos avaliar a prova sob o aspecto do desempenho da equipe e de cada individuo. Na questão individual, ficou evidente durante a prova um certo descontrole do Danilo quando enfrentou algumas adversidades. Enfrentar adversidades e imprevistos fazem parte do papel de qualquer gerente de projeto, até porque se eles não existissem não seria necessário um gerente para os projetos. Enquanto isso, O Henrique mostrou-se mais sereno frente as adversidades e mostrou mais uma vez a sua capacidade de aprender com os erros cometidos nos programas anteriores.

              Na equipe Foccos, quero destacar o desempenho do Clodoaldo no atendimento e no tratamento das pessoas que fizeram o tour turistico. Ele mostrou mais uma vez que sabe lidar com as pessoas com muito carinho e dedicação.

              Quanto ao desempenho das equipes, acho que o trunfo da vitória da equipe foccos foi que eles não se limitaram a apenas apresentar o local, mas também em criar um ambiente que tornasse as pessoas apaixonadas pelo local e quisessem voltar em outras ocasiões e até mesmo indicar o local para outras pessoas, algo que faltou na equipe Master que pensou mais na tarefa e não pensou no relacionamento a longo prazo com seus clientes.

              Na sala de reunião, acho que a vitória esteve nas mãos do Danilo e ele não soube aproveitar. Isso aconteceu quando o Roberto questionou a viabilidade do projeto do Henrique e o conflito que o projeto dele teria para com a sociedade. Ele claramente disse que o Henrique era um sonhador, o que não é errado ser, mas que ele não tinha os pés no chão. Essa era a chance do Danilo de mostrar que ele poderia ser visionário, mas com os pés no chão, mas ele cometeu o erro de dizer que se aposentará com 50 anos. Isso soou quase como uma ofensa para o Roberto que tem 53 anos e não mostra nenhum sinal de que quer parar. Aqui cabe um comentário pessoal : Com a expectativa de vida aumentando cada vez mais e com cada vez menos pessoas morrendo do que nascendo, as regras de aposentadoria serão mudadas mais cedo ou mais tarde, então engana-se quem acha que vai aposentar com 50 anos está enganado. Prepara-se sim para trabalhar por 50 anos.

              Quanto ao episódio 14, quando fiquei sabendo que a prova seria relacionada a promoção de vendas, ficou evidente que o Henrique teria grandes chances de vitória dessa vez, ainda mais quando recebeu como parceiro o Clodoaldo que tem perfil que complementa mais o Henrique do que os outros participantes. Dessa vez, o erro de não pensar em um relacionamento a longo prazo com o cliente foi cometido pela equipe Foccos ao não preparar um cadastro dos clientes para ações futuras de venda.

               Na sala de reunião, ficou evidente o estilo dos dois participantes de não se arriscarem muito e não apresentar agressividade e postura de vencedor. Não vou me alongar muito nesse comentário porque o Hugo decepcionou bastante ao desistir do programa. Muitos podem pensar que a atitude do Hugo foi a mesma que a Sandra e a Adriana, mas foram motivações completamente diferentes. Na minha opinião, a desculpa de que seria complicado conciliar a sociedade com o Roberto com as empresas que ele possui não é aceitável, principalmente porque ele levou 13 tarefas para chegar a essa conclusão.

               Agora restam Daniel, Clodoaldo e Henrique. Dos três acho o Daniel o que menos tem condições de ganhar o programa. Pode até ser que ele chegue a final, já que a próxima prova deve ser individual e as circunstâncias podem ajuda-lo o que levaria a um confronto prematuro entre Clodoaldo e Henrique. Henrique tem se mostrado um concorrente bastante polêmico e que sabe se defender e atacar muito bem nas salas de reunião. Acho que seria muito dificil vence-lo em um confronto direto na final devido ao seu forte poder de argumentação.

               Deixei o Clodoaldo por último porque o seu desempenho nas 3 últimas provas fez com que eu revisasse meus conceitos com relação a ele. Ele cresceu muito desde a prova em que exerceu a liderança e mostrou que tem muito carinho no trato com as pessoas. Tempos atrás, eu o consideraria uma zebra, na prova do restaurante japonês passei a considera-lo uma possível surpresa, hoje eu acho que a vitória dele é bastante viável.

Um abraço.                

Leia também os seguintes posts :

– Aprendiz 5 – comentários episódios 1 a 6 – > Clique aqui;

– Aprendiz 5 – comentários episódios 7 e 8 – > Clique aqui;

– Aprendiz 5 – comentários episódios 9 e 10 – > Clique aqui;

– Aprendiz 5 – Resumo dos 10 primeiros episódios – > Clique aqui;

– Aprendiz 5 – Comentários Episódios 11 e 12 – > Clique aqui para ler;

– Prosumer – Um caso prático – > Clique aqui;

Anúncios

6 Respostas to “Aprendiz 5 – Comentários Episódios 13 e 14”

  1. A dupla Henrique e Danilo, providenciaram um interprete para o turista japones. Isso sem dúvida custou dinheiro e ele pode aproveitar muito melhor o passeio na cidade que é eminentemente histórico e cultural. Já a outra equipe não providenciou interprete e o passeio era muito mais voltado pra natureza. Quanto ao vídeo, de que ele adianta para a turista deficiente visual ou mesmo para a turista japonesa? Talvez a única falha real da dupla tenha sido que o Danilo deveria ter acompanhado o passeio, embora eles estando a frente dos turista puderam ter tempo de resolver contratempos. A outra equipe acompanhou o passeio, é certo; mas não ocorreram problemas a frente que eles só se deparariam quando chegassem com os turistas. Então foi uma mera questão de sorte.

    É difícil dizer que montar um carro e vende-lo em nicho de negócio é incompátivel, porque sequer o projeto foi apresentado; então não dá pra dizer se o projeto é inviável ou não.

    Quanto ao Danilo, ele errou na forma de dizer e não errou no que disse. Afinal o setor de vinhos é um bom negócio. Se ele tivesse dito que perdendo o programa iria voltar para a empresa e lutaria para chegar na presidência dela e quando chegasse o tempo de aposentadoria se desligaria da multinacional para tocar projetos pessoais, um deles seria uma vínicola no sul do pais, seguindo a tradição familiar, sei lá, ele teria saido com uma imagem melhor. Digo isso, porque acho que a predileção pelo Henrique é alta e o Danilo sairia de qualquer jeito.

    Fica apenas um dúvida, o Justus procura um sócio ou um funcionário privilegiado? Porque é a terceira vez que ele questiona o fato de candidatos terem empresas ou projetos e que eles irão embora. O Justus, sem dúvida possui mais empresas que todos os candidatos juntos. Porque acaso irá se desfazer delas e dar atenção a Brainers que é um encubadora de empresas? Não! Então qual o problema dos sócios terem empresas que também irão exigir atenção dos sócios?

    Nesse aspecto, o Hugo ficou devendo em muito; porque qualquer um que acompanha o programa e participou da eliminatórias sabia que o prêmio exigiria tempo e atenção como participar do programa também exigiu.

  2. Ia me esquecendo. Um passeio cultural e histórico como o feito pela dupla esbarra na questão de que em geral é proibido filmar e fotografar dentro de museus. Então um vídeo mostrando as pessoas andando nas ruas fica meio sem sentido, não é? Será que isso não deveria ter sido considerado?
    Quanto a ultima prova, envolvendo vendas; lógico que a dupla Henrique e Clodoaldo se dariam muito melhor, por conta da habilidades de ambos em vendas, coisa que não ocorre com os outros.

  3. Ana Muniz said

    No penúltimo episódio (24/06) estranhei o comportamento de Justus em relação a duas atitudes altamente condenável de Clodoaldo: a mentira e o aliciamento de menor. Ficou caracterizado que para o candidato Clodoaldo os fins justificam os meios – conseguir dinheiro a qualquer custo, ganhar a prova. Ele mentiu, trapaceou, e apelou para a colaboração de uma menor de idade que aceitou ajudá-lo em troca de pagamento. Isso é aliciamento, isso é crime. É tão grave quanto quem usa crianças como aviõeszinhos nos morros cariocas. E o que aconteceu, Ele foi penalizado apenas com a perda de 50% do total arrecadado. E Justus se deixou levar pelo suposto jogo de cintura de um candidato que, convenhamos, mostrou-se capaz de enganar e infringir as leis para conseguir seus objetivos. Henrique e Danilo tentaram conseguir recursos, e primeiro conseguiu , em troca de trabalho, foram mais éticos e demonstraram serem mais dignos de estarem na final.

  4. marcelao said

    Ana,

    tenho visto muita gente escrevendo que o Clodoaldo ALICIOU o menor para vender o Alfajor. Bom, primeiro vamos ao significado da palavra ALICIAR.

    ALICIAR significa atrair para si com promessas enganosas, enganar, seduzir, subornar, induzir.

    Se lembrarmos o episódio, primeiro o menor pediu um alfajor, que o Clodoaldo prontamente deu, mesmo sabendo que perderia o dinheiro da venda. Depois o menor pediu novamente, mas dessa vez o Clodoaldo negou-se, foi então que o menor OFERECEU-SE para vender 4 alfajor para ganhar 1.

    Acho que a ficha de que estava fazendo algo errado caiu para o Clodoaldo quando perguntaram a idade do menino que disse que eram 16 anos. Aí, ele percebeu o erro e procurou desfaze-lo.

    Errar, todos nós erramos, mas demonstramos nossos valores quando reconhecemos nossos erros, mas principalmente os CORRIGIMOS.

    Um abraço.

    P.S : Obrigado pelo seu comentário e esteja livre para ler os demais posts do blog e comenta-los.

  5. Caroline Pimentel said

    Marcelo,
    achei o Blog muito legal e bem feito. parabéns!
    Fiquei triste ontem quando Henrique perdeu, achei que ele se expôs, mostrou quem ele era realmente e pagou por isso. Não vi nenhum pecado absurdo praticado por ele, como afirmaram os outros participantes. Achei sim, que eles agiram sem ética alguma na última tarefa e só não sabotaram mais o Henrique para não pegar mal na TV. Um absurdo!!!
    Acho que ele aprendeu muito lá, evoluiu em muitos aspectos e ainda poderia crescer. Apesar de Clodoaldo ser um homem muito carismático e competente em vendas e na gestão de pessoas, acho que ninguém engana por muito tempo. Ele deixou claro que queria o dinheiro. Acredito que a sociedade não perdure, apesar de sua estabilidade.
    Mesmo assim, achei bom o programa e a participação de Walter fantástica!!!

  6. Caroline Pimentel said

    Acredito que Clodoaldo complemente sim, mas terá que mudar muito, não tem o perfil. É extremamente informal e fala coisas fora de hora e lugar.
    Não acredito que Henrique seja uma pedra falsa, mas muito bruta. Ao contrário do que disseram, não podemos mudar a natureza das pessoas,mas trabalhá-la, não podemos botar uma pedra em qualquer lugar, ainda que seja verdadeira.
    todos aqui ficaram tristes, pois o Henrique lutou muito contra tudo, todos e até contra ele mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: